Connect with us

Cultura

Teatro Municipal do Porto apresenta 118 espetáculos na próxima temporada

A próxima temporada do Teatro Municipal do Porto arranca a 16 de setembro com uma programação que prevê, até julho de 2022, um total de 118 espetáculos, incluindo 22 internacionais, e mantém a programação ‘online’ com 17 criações.

Das 118 produções anunciadas entre setembro de 2021 e julho de 2022, 60 são de artistas e companhias que trabalham a partir da cidade e 22 de nomes internacionais.

“Destes espetáculos, 49 serão coproduções do Teatro Municipal do Porto (TMP), 25 das quais com artistas e companhias que trabalham a partir da cidade e cinco das quais com artistas e companhias internacionais. Será mantida, naturalmente, a estratégia e a presença ‘online’ do TMP”, indicou o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira.

O autarca e responsável pelo Pelouro da Cultura falava hoje na apresentação da temporada 2021/2022 do TMP, onde revelou que o investimento na programação do TMP, Festival Dias da Dança e Campus Paulo Cunha e Silva para esta temporada é de, aproximadamente, 1,74 milhões de euros, incluindo honorários, ‘cachets’ e custos logísticos associados à apresentação do programa artístico.

Relativamente ao ‘online’, mantém-se a aposta nas transmissões em ambiente virtual, com a exibição de 17 criações e atividades complementares.

Trabalhos de Jan Martens, Marlene Monteiro Freitas, Vera Mantero, Dimitris Papaioannou, Maguy Marin e Ensemble – Sociedade de Atores são alguns dos destaques da programação de setembro a dezembro, que foi hoje apresentada em detalhe pelo diretor do TMP, Tiago Guedes.

Numa “triangulação” entre TMP, Festival Dias da Dança e o recém-inaugurado CAMPUS Paulo Cunha e Silva, a programação arranca a 16 de setembro, contando com vários regressos de peso à cidade, nacionais e internacionais.

Um dos primeiros regressos e destaques da nova temporada é o coreógrafo belga Jan Martens, que depois de trazer ao Rivoli, em 2015, a peça “The Dog Days Are Over” estreia em Portugal a sua mais recente criação, “any attempt will end in crushed bodies and shattered bones”.

Em setembro, há ainda dois regressos internacionais a registar: a francesa Maguy Marin, que leva ao palco do Rivoli, em estreia nacional, a remontagem de “UMWELT” (24 e 25 de setembro) e Marlene Monteiro Freitas, com o reagendamento para esta temporada de “Mal – Embriaguez Divina”.

A nova temporada coloca também em grande plano a criação nacional, com destaque para a estreia de “A História do Soldado”, de Igor Stravinsky e C. F. Ramuz, uma colaboração entre a coreógrafa Né Barros e o Ensemble – Sociedade de Atores, em cena de 06 a 09 de outubro no Campo Alegre e a 10 de outubro no TMP ‘online’.

Em novembro, Tiago Guedes destacou, entre outras, as criações de dois jovens encenadores: “Buffalo Bill”, de Paulo Mota, e “Como perder um país”, de Diogo Freitas.

A programação nacional contará ainda com projetos de Cleo Diára, Isabél Zuaa e Nádia Yracema, entre outros.

Dimitris Papaioannou será, em dezembro, o destaque da programação internacional, apresentando-se apresenta-se no Rivoli, em estreia nacional, com “Transverse Orientation”.

Em junho de 2022, há mais um “reencontro” agendado, desta vez com o coreógrafo brasileiro Marcelo Evelin, que apresenta no Porto o seu novo espetáculo, cujo título provisório é “Povo da Mata”.

Dos espetáculos que transitaram da anterior para a presente temporada será ainda possível assistir, entre outros, a “Saison Séche”, da artista francesa e fundadora da companhia Non Nova, Phia Ménard.

Raimund Hoghe, o coreógrafo e dramaturgo alemão que morreu em maio deste ano, será alvo de uma homenagem em março do próximo ano.

Já em janeiro de 2022, celebra-se o 90º aniversário do Teatro Rivoli com nove criações de artistas e companhias da cidade.

Esta nova temporada apresenta também um novo foco de programação – “Retratos” – que pretende juntar dois artistas com projetos a partir do conceito de autorretrato.

Durante a apresentação, Rui Moreira fez ainda um balanço da temporada 2020/2021, que foi marcada pelo impacto da pandemia de covid-19.

Salientando que o TMP tudo fez para acompanhar manter a sua atividade, o autarca referiu que, entre setembro de 2020 e até ao final deste mês de julho, contabilizam-se 110 espetáculos e 116 transmissões ‘online’.

O autarca destacou ainda a abertura em 09 de junho, do Campus Paulo Cunha e Silva, um equipamento que já acolheu “11 residências de pesquisa, mais de 40 reservas de espaço e rececionou 148 candidaturas em resposta aos três ‘open-call’ lançados recentemente, no âmbito de residências artísticas, técnicas e da 2.ª edição do programa Reclamar Tempo”.

Lusa

Continue Reading

Alentejo Central

Mourão : Mostra Internacional de Folclore

No dia 10 de agosto, pelas 22 horas, o Jardim Municipal de Mourão acolhe a Mostra Internacional de Folclore, contando com a atuação de dois ranchos folclóricos, “Folk Dance Group “Jotvingis” – Lituânia e “Sphinx Folk Dance Group” – Egipto, um projeto apoiado pelo Programa Cultural do Alentejo Central – Fora de Cena e financiado pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional – FEDER.

Continue Reading

Alentejo Central

Município de Mora revela cabeças de cartaz da ExpoMora

Quim Barreiros, Diogo Piçarra e Virgul são os cabeças de cartaz da E!xpoMora 2022, que decorre entre 9 e 11 de Setembro, em Mora. 

A ExpoMora é um evento anual que se afirma como a grande mostra da atividade económica, social e empresarial do Concelho de Mora.

No segundo fim-de-semana de Setembro, no Parque de Feiras de Mora, não falta diversão, as tasquinhas com boa gastronomia, atividades culturais e zona expositiva.

Brevemente serão revelados mais detalhes sobre o regresso da ExpoMora.

Continue Reading

Alto Alentejo

Elvas : Milhares esperados em mais uma edição da maior romaria do Alentejo

As Festas em honra do Senhor Jesus da Piedade decorrem este ano de 16 a 25 de setembro, no Parque da Piedade, e conta com algumas novidades em relação às edições anteriores.
Na Expo São Mateus, este ano conjuga-se inovação e vanguarda com a tradição. Assim, há semelhança de anos anteriores, vão estar dois palcos de animação, o Palco São Mateus e o Palco da Feira, que pretende dar resposta às diversas faixas etárias.
Se no Palco da Feira vai poder apreciar nomes da música local, como as Roncas d’Elvas e o Grupo de Cantares de São Vicente (16), o Grupo A. R. Musical (17), Soraya Branco e António Vieira (18), Duo Hélio e Eurico (19), Moura Encantada (21), Baile com Jorge e Célia (22), Xumbo Torto (23) e Brigada 14 de Janeiro (24).
No Palco São Mateus vai poder dançar a noite e madrugada com Filhos da Madrugada, Quim Barreiros, DJ Diazz, no dia 20; Grupo Voz Amiga, Anjos e DJ Cyer G, no dia 21; Os Raiz; Bárbara Tinoco e DJ Grouse no dia 22, B3L2, Plutonio e Oskar Dj, no dia 23, e no último dia de animação musical, dia 24; Rumo ao Sul, The Gift e Francisco Cunha.
Em termos de áreas de lazer o espaço vai contar com três áreas: a Zona Empresarial e de Exposição (Praça da Feira), uma Zona de Gastronomia (Restaurantes e Street Food) e Zona Lúdica e Cultural (Espetáculos e espaços de diversão noturna).
Todos os espetáculos são de entrada gratuita.
A romaria de São Mateus é uma das mais importantes do país e o programa dos festejos inclui cerimónias religiosas, sendo a principal a Procissão dos Pendões, presidida, no dia 20, pelo Arcebispo de Évora, D. Francisco Coelho, e uma das maiores manifestações religiosas do país, que atinge, habitualmente, dois a três quilómetros de extensão.
Este ano, depois de dois anos de interregno esperam-se milhares de visitantes ao longo dos 10 dias de certame.

Continue Reading

Baixo Alentejo

Festival Sete Sóis, Sete Luas arranca no concelho de Odemira em agosto 


A 30.ª edição do Festival Sete Sóis, Sete Luas arranca em Odemira com a realização de uma residência artística street arte, entre os dias 11 e 16 de agosto, com SEPT (Ilha da Reunião) que irá estar a pintar um mural na margem esquerda do Rio Mira.

Este momento artístico será o levantar o véu da participação no Festival Sete Sóis, Sete Luas na programação cultural do mês de setembro que irá decorrer no concelho de Odemira.

Sept é um dos novos talentos da Ilha da Reunião. Originário do sul da ilha, este street artist ficou, em março de 2015, em segundo lugar no concurso Cult’Urban Graffiti da cidade de Saint-Pierre (Ilha da Reunião), e alguns meses depois fez a sua primeira exposição individual na sua ilha natal, seguida de uma série de exposições individuais, coletivas e live performances em Paris. Sept gosta de usar unicamente tinta em spray, nas paredes ou na tela: pinta animais ou personagens loucas, com cores vibrantes. Adora a leveza e prefere paredes velhas e danificadas, porque representam novos desafios.

O Festival Sete Sóis Sete Luas 2022 é promovido, nesta sua 30ª edição, por uma Rede Cultural de 30 cidades de 10 Países do Mediterrâneo e do mundo lusófono: Brasil, Cabo Verde, Croácia, Eslovénia, Espanha, França, Itália, Marrocos, Portugal, Tunísia.

Continue Reading

Ultimas do Alentejo

Publicidade

Siga-nos no Facebook

Os Mais Vistos

ÚLTIMAS 48 HORAS