Alentejo

Teatro Garcia de Resende em Évora volta à agenda cultural após um ano em obras

O centenário Teatro Garcia de Resende, em Évora, vai voltar a constar na agenda cultural da cidade, a partir de junho, após mais de um ano sem acolher espetáculos, devido a obras de reabilitação.

“As obras estão em conclusão, segue-se um período de limpeza e de reequipamento, durante os meses de abril e maio, e o teatro, provavelmente, abrirá no início de junho”, revelou hoje à agência Lusa o presidente da Câmara de Évora, Carlos Pinto de Sá.

A empreitada do Teatro Garcia de Resende e da área envolvente, integrada no Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano de Évora, envolveu um investimento total de dois milhões de euros, com apoio do programa comunitário Alentejo 2020.

Segundo o autarca, as primeiras atuações no espaço após as obras serão “alguns espetáculos” integrados na Bienal Internacional de Marionetas de Évora (BIME), cuja 15.ª edição está prevista decorrer entre os dias 01 e 06 de junho.

“Gostaríamos que alguns espetáculos da BIME possam ter lugar no teatro e estamos a procurar configurar um programa mais vasto para assinalar a reabertura, durante o mês de junho, com expressões artísticas para vários gostos”, adiantou.

O presidente do município assinalou que a BIME “é muito simbólica para Évora e marca a área cultural e a vida da cidade nos últimos anos”, salientando igualmente a “forte expressão nacional e internacional” deste certame.

“Infelizmente, este ano, a bienal não pode ter grupos internacionais, devido à pandemia” de covid-19, mas é “uma realização cultural tão forte que nos pareceu adequado que pudesse ser uma forma de reabrir o teatro”, frisou.

Pinto de Sá indicou que as obras tiveram o objetivo de “garantir a segurança” no Teatro Garcia de Resende, que já era “bastante periclitante”, assim como fazer “uma intervenção de fundo em toda a zona de palco”.

“Vamos introduzir uma plataforma elevatória para que seja possível levar para o palco, sem ser através da força humana, todos os materiais necessários”, além de “outras intervenções que melhoram a funcionalidade do teatro”, notou.

Já a empreitada de requalificação da área envolvente do teatro, incluindo o parque de estacionamento situado nas traseiras do edifício, cujo piso era de terra batida, está concluída e o espaço deve abrir no dia 17 deste mês, avançou o autarca.

O parque de estacionamento vai ter 78 lugares para automóveis, dos quais três reservados a utentes de mobilidade condicionada.

Situado na Praça Joaquim António de Aguiar, em pleno centro histórico, o Teatro Garcia de Resende foi inaugurado em 01 de junho de 1892 e encontra-se classificado como Imóvel de Interesse Público, notabilizando-se como “um dos mais representativos Teatros à Italiana existentes em Portugal”.

Lusa

+ popular

Exit mobile version