Connect with us

Economia

Rui Moreira só se pronuncia sobre refinaria da Galp depois de falar com autarca de Matosinhos

O presidente da Câmara do Porto afirmou hoje que só se pronuncia sobre o encerramento da refinaria da Galp, em Matosinhos, depois de falar com a presidente desta autarquia e “conhecer com mais rigor” os planos da Petrogal.

“Estou à espera de falar com a presidente da Câmara de Matosinhos acerca desta matéria antes de me pronunciar sobre o assunto e também de conhecer em mais rigor aquilo que a Petrogal lá pretende fazer”, afirmou o independente Rui Moreira.

O presidente da autarquia, que respondia a uma questão levantada pelo deputado Rui Sá, da CDU, durante a Assembleia Municipal do Porto, lembrou, no entanto, que “os munícipes de Matosinhos andaram durante anos a pedir o encerramento da refinaria”.

“Tendo eu muito respeito naturalmente pela questão dos trabalhadores, é verdade que não posso tomar uma posição fora daquilo que é o pensamento da presidente da Câmara de Matosinhos sobre esta matéria, bem como da Área Metropolitana do Porto (AMP) e também perceber o que lá se vai fazer”, referiu.

Os trabalhadores da refinaria da Galp em Matosinhos, que deverá encerrar até ao final do ano, vão protestar em frente à Câmara do Porto na quinta-feira, dia 25 de fevereiro.

A concentração, que compreende a realização de um plenário de trabalhadores, está agendada para às 14:30, frente à Câmara Municipal do Porto, disse em declarações à Lusa, Telmo Silva, dirigente do Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Transformadoras, Energia e Atividades do Ambiente (SITE) do Norte e da comissão de trabalhadores.

O sindicalista explicou que o objetivo é “ouvir” o presidente da autarquia, o independente Rui Moreira, sobre o fecho do complexo petroquímico que vai afetar não só o concelho de Matosinhos, onde está sedeada, mas toda a região norte.

“Já pedimos reunião com o presidente Rui Moreira e, até agora, nada. Está calado sobre o assunto”, afirmou.

Telmo Silva criticou o facto de o independente ainda não ter defendido publicamente a refinaria, sendo ele um “defensor do Norte”.

A Galp anunciou em dezembro de 2020 a intenção de concentrar as suas operações de refinação e desenvolvimentos futuros no complexo de Sines e descontinuar a refinação em Matosinhos este ano.

A decisão põe em causa 500 postos de trabalho diretos e 1.000 indiretos, conforme estimativas dos sindicatos.

Telmo Silva adiantou que a empresa continua sem dar respostas aos trabalhadores, nem a apresentar soluções.

“Ainda não apresentou qualquer plano até ao momento”, acrescentou.

Depois de um plenário de trabalhadores junto à Câmara Municipal de Matosinhos a 12 de janeiro, estes manifestaram-se a 02 de fevereiro em frente à sede da Galp e à residência do primeiro-ministro, António Costa, em Lisboa.

O Estado é um dos acionistas da Galp, com uma participação de 7%, através da Parpública.

Lusa

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

Advertisement

Últimas

Saúde33 segundos ago

Incidência está a baixar com 141 casos por 100 mil habitantes

Portugal mantém a tendência de descida de novos casos de covid-19, sendo a incidência, no domingo, de 141 casos por...

Portugal46 minutos ago

Comemorações do Dia internacional da Mulher até dia 20

A Câmara de Vendas Novas, no distrito de Évora, vai prolongar as comemorações do Dia Internacional da Mulher, que se...

Desporto2 horas ago

Portugal termina em segundo lugar no quadro de medalhas

Portugal, com três títulos nos Europeus de atletismo de pista coberta de Torun, na Polónia, fecha a edição com um...

Cultura3 horas ago

Representante de Portugal é hoje escolhido na final do Festival da Canção

O representante de Portugal no Festival Eurovisão da Canção, que decorre em maio nos Países Baixos, é hoje escolhido entre...

Sociedade5 horas ago

GNR tem 33 mulheres em funções de comando

A Guarda Nacional Republicana (GNR) destacou hoje o papel que as mulheres têm vindo a assumir na estrutura da Guarda,...

Política5 horas ago

Marcelo afirma que quis passar “das palavras aos atos” com mais mulheres na sua equipa

O Presidente da República considerou hoje que os passos dados para salvaguardar a igualdade de género em Portugal não são...

Educação6 horas ago

Ensino privado quer também testes rápidos como no público

A AEEP – Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo pediu hoje uma clarificação do Governo sobre testes rápidos...

Sociedade6 horas ago

Mulheres ultrapassaram os homens nas profissões de medicina, magistratura e advocacia

As mulheres ultrapassaram os homens em profissões que eram sobretudo masculinas, como médico, magistrado ou advogado, em 30 anos, revelam...

Portugal6 horas ago

Fevereiro foi o 5.º mais quente desde 1931 em Portugal continental

O mês de fevereiro foi o 5.º mais quente desde 1931 e muito chuvoso, levando à inexistência de situação de...

Portugal8 horas ago

Cerca de 700 condecorações, 23 vetos e 17 visitas de Estado em cinco anos

Marcelo Rebelo de Sousa, que termina na terça-feira o seu primeiro mandato como Presidente da República, atribuiu nesses cinco anos...

Portugal16 horas ago

5G: Tecnologia pode ser aplicada a tudo: da saúde à arte e até ao Espaço

Um “estímulo à investigação”, o 5G permite criar aplicações para tudo, da saúde ao automóvel, passando pela indústria, até pela...

Portugal17 horas ago

Covid-19: Governo aprova 19,8 milhões para testes rápidos nas escolas e no setor social

O Conselho de Ministros aprovou hoje uma resolução que permite às escolas e ao setor solidário efetuar despesa na realização...

+ popular

%d bloggers like this: