Alentejo

Prisão preventiva para suspeito de tráfico e cultivo de droga em Mértola

O Tribunal Judicial de Beja decretou hoje a prisão preventiva de um homem, de 25 anos, detido pela GNR, por suspeitas de tráfico e cultivo de droga, no concelho de Mértola, disse fonte daquela força de segurança.

A mesma fonte indicou à agência Lusa que o suspeito foi conduzido ao Estabelecimento Prisional de Beja, onde vai aguardar o desenrolar do processo.

Segundo a fonte da GNR, o homem foi presente hoje ao Tribunal Judicial de Beja para primeiro interrogatório judicial.

Em comunicado, o Comando Territorial de Beja da GNR revelou hoje que o suspeito foi detido, no domingo, por militares do Posto Territorial de Mértola (Beja), pelo crime de cultivo e tráfico de droga, tendo sido desmantelada uma estufa com 540 plantas de canábis.

Segundo a GNR, durante uma ação de patrulhamento neste concelho alentejano, os militares verificaram que a chaminé de uma residência “emanava um odor a canábis”, o que “despoletou uma abordagem” à habitação.

“Foi possível apurar que a residência” tinha sido “transformada numa estufa”, a qual estava “distribuída por seis divisões da habitação, com um total de 540 plantas de canábis com cerca de 1,5 metros de altura”, é referido na nota.

Além das 540 plantas de canábis, a GNR apreendeu também vários materiais elétricos utilizados para a ventilação e iluminação da estufa, que garantiam “condições de crescimento” das plantas.

Lusa

ÚLTIMAS 24 HORAS

Exit mobile version