Connect with us

Política

Presidenciais: Na luta pelo 2.º lugar, Ana Gomes e Ventura bateram-se até ao fim

A luta esteve renhida ao longo de toda a noite, mas Ana Gomes venceu André Ventura no combate pelo segundo lugar nas presidenciais, com uma distância expressiva no distrito do Porto e marginal em Setúbal.

Ana Gomes venceu André Ventura nos distritos do litoral continental, com exceção de Leiria, mas o candidato do Chega ganhou o interior. Quanto às ilhas, Ana Gomes conquistou o segundo lugar nos Açores, André Ventura na Madeira.

A nível nacional Ana Gomes conquistou 12,93% dos votos, pouco mais de um ponto percentual a mais do que o candidato da extrema-direita, André Ventura, que obteve 11,89% dos votos.

Terá sido o distrito de Setúbal o que melhor corporizou o equilíbrio do embate entre os dois candidatos, onde, com duas freguesias por apurar, tiveram apenas 600 votos a separá-los, a favor de Ana Gomes. No final, terminaram separados por menos de dois mil votos, a favor da candidata socialista que entrou na corrida com uma candidatura independente. Ana Gomes registou 13,37% e André Ventura 12,86%

Foi nos grandes distritos do território continental que Ana Gomes consolidou o segundo lugar, sobretudo no Porto, onde venceu André Ventura com quase 54 mil votos de vantagem: os 116.906 votos corresponderam a 15,58% da votação no distrito, contra os 63.194 de André Ventura que lhe garantiram um resultado de 8,42%.

Em Lisboa, Ana Gomes chegou perto dos 15% (com 14,52%), conquistando 139.629 votos, deixando André Ventura em terceiro lugar com 123.573 votos correspondentes a 12,85% da votação no distrito.

Portalegre deu a vitória mais destacada a André Ventura sobre Ana Gomes, com quase 10 pontos percentuais de diferença: o candidato da extrema-direita conquistou ali 20,04% dos votos, contra os 10,22% de Ana Gomes, que ficou em terceiro lugar.

Bragança e Santarém também marcaram diferenças percentuais elevadas entre os dois candidatos, a favor de André Ventura, no primeiro caso com quase oito pontos percentuais a separá-los e no segundo com Ana Gomes a não atingir a fasquia dos 10% e Ventura a superar os 15%.

Évora e Beja foram os distritos onde Ana Gomes perdeu para Ventura e não conseguiu segurar um terceiro lugar, entregue ao candidato comunista João Ferreira. André Ventura e Ana Gomes ficaram a mais de seis pontos percentuais de distância em ambos os distritos.

Faro também preferiu Ventura a Ana Gomes, com o primeiro a registar 16,69% dos votos, mais do que os 11,74% de Ana Gomes.

Nos Açores, onde o Chega conseguiu um resultado eleitoral favorável para as legislativas regionais e é apoio parlamentar do Governo liderado pelos sociais-democratas, Ana Gomes ganhou a André Ventura, com uma diferença inferior a 1.500 votos. Já na Madeira, a ordem dos candidatos inverteu-se, com Ventura a superar Ana Gomes por mais de dois mil votos, mas ambos com resultados inferiores a 10%.

Marcelo Rebelo de Sousa foi no domingo reeleito Presidente da República, com mais de 60% dos votos.

Para a décima eleição do Presidente da República, desde a instauração da democracia em 25 de Abril de 1974, estavam inscritos 10.865.010 eleitores, mais 1.208.536 do que no sufrágio anterior, em 2016.

Foram sete os candidatos ao Palácio de Belém: Além do atual Presidente e recandidato, Marcelo Rebelo de Sousa, apoiado pelo PSD e CDS-PP, Marisa Matias (apoiada pelo Bloco de Esquerda), Tiago Mayan Gonçalves (Iniciativa Liberal), André Ventura (Chega), Vitorino Silva, mais conhecido por Tino de Rans, João Ferreira (PCP e PEV) e antiga eurodeputada do PS Ana Gomes (PAN e Livre).

Lusa

Continue Reading
Advertisement

Siga-nos no Facebook

Arquivo

+ popular

%d bloggers like this: