Siga-nos nas redes sociais

Portugal

NÃO É ZUM..ZUM. A MORTE DA RAINHA POR ABEL DIAS

Aos 96 anos a Rainha Isabel II, diz adeus à vida !

Sucede-lhe no trono, seu filho que adotará o Título de Carlos III

A rainha Isabel II morreu esta quinta-feira, dia 8 de Setembro aos 96 anos no Castelo de Balmoral, na Escócia. O óbito foi anunciado através da rede social Twitter da família real. As exéquias deverão durar dez dias ate ao funeral.
“A rainha morreu pacificamente no seu leito no Castelo de férias, em Balmoral. Presentes estiveram o Rei e a Rainha consorte e voltarão a Londres amanhã [sexta-feira], Rei morto, Rei posto”.

O príncipe Carlos, herdeiro do trono britânico, irá assumir a posição para a qual se
preparou durante toda a sua vida . À monarca que esteve 70 anos no trono britânico sucede-lhe o filho mais velho, que adotará o título de Carlos III.

Portugal Ilustrado, 1957

Para nós portugueses, fica-nos na memória a presença da Rainha Isabel II, por duas vezes em
Portugal. A primeira foi A 18 de Fevereiro de 1957 sendo presidente da Republica o Marechal Craveiro Lopes e como Primeiro Ministro (claro ) que Oliveira Salazar. Por uma semana em terras lusas, não se falou de mais nada, senão da visita da Rainha.
A jovem soberana, coroada apenas cinco anos antes veio reafirmar, a mais velha aliança do mundo.

Edição Diário de Notícias

Foi numa das suas viagens oficiais, de então , que em 1952, a Princesa, de 25 anos, recebeu a notícia de que já não era Princesa, e sim Rainha.
A cerimónia de coroação ocorreu no dia 2 de Junho de 1953, na Abadia de Westminster.

Mário Soares mostrando mapas à rainha Isabel II de tratados celebrados entre Portugal e a Inglaterra

A Segunda visita foi em 1985 sendo presidente da Republica o General Ramalho Eanes e Primeiro- ministro Mário Soares.

Nesta altura estava como foto repórter na Revista Nova Gente e fiz a reportagem de toda a visita, tendo tido convidado pela primeira-dama Manuela Eanes, para a cerimónia no Palácio da Ajuda.

Festa do Palácio

Como guardei algumas fotos e paginas da reportagem na Revista, hoje com votos de pesar pelo
desaparecimento da Grande Rainha, trago até aqui essas Memórias.

PRIVILÉGIO DE CONHECER PESSOALMENTE O PRINCESE CARLOS, HOJE JÁ REI CARLOS III

D. Carlos III e Abel Dias

Em meados de 1996 , fui convidado pelo “British Council “ para uma viagem ao País de Gales.
Em fim de estadia o grupo de portugueses (10 jornalistas ligados ao Turismo ) foram convidados para um fim de tarde, num sumptuoso castelo tendo por anfitrião o Príncipe Carlos.

Curioso com o fato que eu levava (desenhado pela dupla Manuel Alves, José Manuel Gonçalves) o Príncipe curioso pelos poemas que tinham sido escritos sobre a seda, veio falar-me pessoalmente e durante alguns minutos ficamos à conversa por este meu casaco que eu passei a chamar de “Abre Portas”.
A Historia está contada no meu livro “Eu Estava Lá “ , por agora só ficam aqui transcritas a foto que fez o fotografo oficial do Príncipe…hoje o novo Rei de Inglaterra .

E por hoje …assim fica registado um momento crucial da história inglesa…e afinal de todo o Mundo.

Portugal

Ventura diz que vai propor apoio de 125 euros “todos os meses” de 2023

André Ventura afirmou hoje que irá propor que o apoio de 125 euros previsto pelo Governo se estenda a todos os meses do próximo ano e que este esteja isento de tributação.

No decorrer de uma conferência de imprensa na Assembleia da República, o líder do Chega afirmou que o partido propõe, no âmbito da discussão da proposta de Orçamento do Estado para 2023, a isenção de tributação do apoio de 125 euros que vai ser atribuído no mês presente.

André Aventura avança ainda que o Chega irá apresentar uma proposta de alteração ao Orçamento do Estado para 2023 (OE2023), que será conhecido na quinta-feira, que prevê a não tributação dos subsídios de férias e de Natal, exigindo ainda a atualização dos escalões do IRS.

Continuar a ler

Portugal

Cerca de 6.000 pessoas já assinaram petição a pedir solução mediada para diferendo entre agricultor e Estado

Cerca de 6.000 pessoas assinaram uma petição a pedir a António Costa que reúna com os agricultores Luís Dias e Maria José Santos, para que seja concretizado o processo de mediação pela Provedoria de Justiça.

Esta quinta-feira à tarde, por volta das 17h15, o documento já contava com 5.990 assinaturas. Os assinantes afirmam ter “seguido com preocupação” a greve de fome levada a cabo pelo agricultor Luís Dias, em frente à residência oficial do primeiro-ministro, em São Bento, onde se encontra numa tenda há quase 30 dias.
Os peticionários reivindicam “uma solução mediada” para o diferendo que opõe Luís Dias ao Ministério da Agricultura no caso da Quinta das Amoras, em Idanha-a-Nova.

“Não cabe aos peticionários julgar o diferendo na praça pública nem determinar os remédios adequados. Mas não deixamos de ser sensíveis à situação humanitária do agricultor Luís Dias e à existência de erros, omissões e responsabilidades do Estado no processo, documentados em relatório da Inspeção-Geral da Agricultura, do Mar, do Ambiente e do Ordenamento do Território”, pode ler-se na petição.

Continuar a ler

Portugal

Buscas realizadas na casa de portuguesa encontrada desmembrada em França

As autoridades luxemburguesas realizaram buscas na casa de Diana Santos, a portuguesa encontrada desmembrada em França, segundo o avançado pelo jornal luso-luxemburguês Contacto.

Recorde-se que a mulher, de 40 anos, estava a viver no Luxemburgo e foi encontrada morta, no passado dia 19 de setembro, na comuna francesa de Mont-Saint-Martin, perto da fronteira.

Segundo o mesmo jornal a habitação foi selada pelas autoridades. Diana tinha-se mudado há pouco tempo para a cidade e vivia com um homem, cuja identidade e paradeiro são ainda desconhecidos.

Continuar a ler

Portugal

Governo propõe salário mínimo de 760 euros no próximo ano

O salário mínimo nacional irá aumentar dos 705 euros para 760 euros no próximo ano, de acordo com a proposta do Governo para um acordo de rendimentos e competitividade.

Ao contrário do que estava anteriormente previsto para o próximo ano, o salário mínimo nacional terá um aumento de 55 euros, uma diferença adicional de forma a atenuar os efeitos da inflação.

Recorde-se  que o objetivo de alcançar os 900 euros até final da legislatura mantém-se.

Continuar a ler

Ultimas do Alentejo

Publicidade

Siga-nos no Facebook

ÚLTIMAS 48 HORAS