Siga-nos nas redes sociais

Alentejo

Município avança com novo centro de recolha de animais

Um novo Centro de Recolha Oficial de Animais de Companhia vai ser construído em Reguengos de Monsaraz, no distrito de Évora, num investimento municipal de cerca de 150 mil euros, anunciou hoje a câmara.

Segundo o município, a infraestrutura, que vai ocupar uma área de 3.875 metros quadrados, vai ter ‘boxes’, ‘paddock’ e um bloco destinado a canil, gatil e área clínica.

O bloco será composto por oito celas para cães, duas para gatos e duas para quarentena, um compartimento para higienização, armazém de rações, instalações sanitárias e zona de vestiários e balneários para os funcionários.

Já a ala clínica, com acesso independente, integrará o gabinete do veterinário, salas de tratamentos, de esterilização e cirurgia, de occisão e recobro, de receção e espera e instalações sanitárias.

Lusa

Portugal

Feira de Castro regressa no terceiro fim-de-semana de outubros dias 14, 15 e 16

A tradição volta a cumprir-se no terceiro fim-de-semana de outubro!

Após dois anos de interregno devido à pandemia Covid-19, a Feira de Castro, a maior e mais emblemática feira tradicional do sul do país e ponto de encontro e de convívio entre familiares e amigos, comerciantes e fregueses, está de regresso nos dias 14, 15 e 16 de outubro.

Neste fim-de-semana e, paralelamente à animação da própria Feira, a Câmara Municipal de Castro Verde dinamiza um programa cultural que arranca logo sexta-feira, dia 14, pelas 18h00, com a Abertura da Feira de Produtos Locais, na Rua Fialho de Almeida, e animação de rua com o grupo Next Combo, às 18h00 e às 21h00, na Praça da República e ruas da Feira.
À noite, a Praça da República é palco para diferentes concertos. Após o espetáculo com o popular “José Malhoa” (22h00), sobe ao palco o músico “Mizzy Miles” (23h30), para um concerto que promete muita animação.
No sábado, 15 de outubro, o dia começa com animação de rua com o grupo PorBatuka, às 11h00 e às 15h00. Neste dia, destaque para o 3º Encontro de Castrenses na Diáspora que se realiza pelas 12h30, na EB2,3 Dr. António Francisco Colaço, e que tem como objetivo reunir num almoço-convívio, os castrenses que vivem fora do concelho.
Pelas 18h30 será inaugurada no Fórum Municipal a exposição coletiva “Este silêncio que se ouve e se escreve”, do movimento IP2N4 Art, que reúne um conjunto de trabalhos em pintura e escultura de sete artistas alentejanos.
O sábado traz ainda à Praça da República o grupo “Sangre Ibérico” (22h00) e o projeto “Route N2” (23h30). A partir das 01h00, cabe ao DJ Pedro Simões (RFM / FridayBoyz) animar o público presente.

No domingo, 16 de outubro, Castro Verde recebe a partir das 14h00, junto à Igreja dos Remédios, o Programa de Televisão “Somos Portugal” da TVI.
Paralelamente e, ao longo dos três dias, há outras iniciativas a decorrer no âmbito do programa cultural da Feira de Castro, como o já habitual Desfile de Corais, que este ano conta com a participação de cinco grupos, o Encontro de Tocadores de Viola Campaniça, Cante ao Despique e Baldão, que assinala a sua 30ª edição, Folclore Algarvio com o Rancho Folclórico do Algoz, e Feira de Aves, promovida pelo Clube Ornitológico de Castro Verde.

Continuar a ler

Portugal

Homem de 71 anos detido em Odemira por plantação de canábis

Esta terça-feira, um homem de 71 anos foi detido por tráfico de estupefacientes, no concelho de Odemira.

No âmbito de uma ação de policiamento, os militares da Guarda detetaram uma plantação de canábis. Na sequência de diversas diligências policiais o suspeito foi localizado e detido em flagrante.

No decorrer ação policial foi realizada uma busca domiciliária, que culminou com a apreensão do seguinte material:

  • 882 doses de liamba;
  • 146 doses de haxixe;
  • Cinco plantas de canábis;
  • 1 870 euros em numerário;
  • Uma balança de precisão;
  • Uma máquina de embalar em vácuo;
  • Diverso material destinado aos acondicionamento e comercialização do produto estupefaciente.

O detido foi constituído arguido, e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Odemira.

Continuar a ler

Portugal

Homens roubam ouro e dinheiro a idosa e colocam-se em fuga em Reguengos de Monsaraz

Esta terça-feira, dois homens roubaram dinheiro e ouro a uma idosa em Carrapatelo, no concelho de Reguengos de Monsaraz, e colocaram-se em fuga, segundo o avançado à agência Lusa por fonte da GNR.

Após terem tomado conhecimento do roubo, as autoridades deram início a uma operação com o propósito de localizar os dois suspeitos, que chegaram a ser avistados por outros militares da Guarda.

Ao aperceber-se de que estava a ser seguida pela GNR, a dupla abandonou o veículo e fugiu a pé, encontrando-se a monte, de momento, avançou fonte da força de segurança à Lusa.

No que diz respeito ao assalto, segundo fonte da GNR, foram roubados em ouro e dinheiro um total de 300 euros.

A GNR encontra-se a realizar buscas de forma a localizar os suspeitos.

Continuar a ler

Portugal

Quercus contesta aprovação do interesse público para nova Barragem do Pisão no Crato

A Quercus condena a aprovação “de um dia para o outro” pelo Governo da classificação do Empreendimento de Aproveitamento Hidráulico de Fins Múltiplos do Crato, (EAHFMC) vulgo barragem do Pisão ” como de interesse público nacional.

Em comunicado, enviado à nossa redação, a associação está contra o facto do Governo ter constituído o Empreendimento de Aproveitamento Hidráulico de Fins Múltiplos do Crato, (EAHFMC) vulgo barragem do Pisão através da adoção de medidas excecionais para a concretização do mesmo, com a classificação como empreendimento de interesse público nacional, através do Decreto-Lei nº 62/2022, publicado ontem e que entra hoje em vigor.

A associação afirma ainda que, o governo foi negligente na constituição e aprovação do empreendimento em termos ambientais.

No passado dia 30 de julho, no Crato, o primeiro-ministro presidiu a cerimónia de lançamento do projeto da barragem do Pisão e à assinatura do contrato de financiamento.

Dois meses depois, foi emitido pelo governo o Título Único Ambiental com a Declaração de Impacto Ambiental favorável condicionado da Barragem do Pisão, no distrito de Portalegre, sustentado no parecer da Comissão de Avaliação e na consulta pública.

Segundo a Quercus, o processo de consulta público foi bastante participado pelas entidades públicas e várias Organizações Não Governamentais do Ambiente, para além dos 147 cidadãos que participaram a título individual, todos eles contra este projeto.

Um processo, com tantas participações públicas, foi decidido em apenas 15 dias úteis, as associações afirmam que não foi feita a devida avaliação, no que diz respeito aos impactos ambientais.

Está prevista a inundação de 10 mil hectares onde está instalada a aldeia do Pisão, o que por sua vez, irá obrigar à relocalização da sua população.

Continuar a ler

Ultimas do Alentejo

Publicidade

Siga-nos no Facebook

ÚLTIMAS 48 HORAS