Connect with us

Política

Ministro da Defesa é hoje ouvido no parlamento sobre a politica para o setor

O ministro da Defesa é hoje ouvido no parlamento sobre a política setorial, devendo apresentar uma proposta para alargar as competências do Chefe do Estado-Maior das Forças Armadas, que passa a comandar toda a atividade militar.

O objetivo desta reforma é permitir que o CEMGFA “tenha à sua disposição a qualquer momento as forças de que precisa para executar as suas missões” e favorecer uma “visão de conjunto” sobre as necessidades e processos de investimento das Forças Armadas, disse Gomes Cravinho, em entrevista à Lusa.

A proposta de lei, que para ser aprovada exige a maioria absoluta dos deputads em efetividade de funções, deverá dar entrada “nas próximas semanas”, segundo Cravinho, que espera reunir “o máximo de consenso” parlamentar para que seja aprovada até ao verão.

Os chefes de Estado-Maior “passam a depender do CEMGFA para todas as áreas da atividade militar, incluindo o planeamento, direção e controlo da execução da estratégia de defesa militar, a administração de recursos e capacidades militares”, segundo as linhas gerais da proposta.

Os três ramos das FA “continuarão a existir e a ter uma identidade própria e vincada” e não está em cima da mesa a criação de um Estado-Maior único, disse o responsável pela tutela.

A ideia já mereceu críticas de três antigos chefes militares: o general piloto-aviador Luís Araújo, CEMGFA entre 2011 e 2014, o almirante Melo Gomes, antigo Chefe do Estado-Maior da Armada (Marinha) e o general Pinto Ramalho, ex-Chefe do Estado-Maior do Exército (CEME).

Por seu lado, o general Valença Pinto, ex-CEME, manifestou-se favorável ao modelo proposto.

Ouvidos pela Lusa, deputados da Comissão de Defesa Nacional de PSD e CDS-PP demonstraram recetividade para o reforço de poderes do CEMGFA, mas reservaram uma posição definitiva para quando a legislação for conhecida, enquanto bloquistas e comunistas não se quiseram pronunciar para já.

Em relação ao número de efetivos, um tema habitualmente discutido nas audições parlamentares ao ministro da Defesa, de acordo com os números divulgados à Lusa pelo Ministério da Defesa Nacional, em 31 de dezembro de 2020 havia 26.645 militares, e foram feitas 3.054 incorporações, mais 771 incorporações do que em 2019.

Em 31 de dezembro de 2019, o número de efetivos das Forças Armadas era de 26.579. Quando a incorporações, foram registadas 2.283 em 2019, ainda segundo dados do Ministério da Defesa Nacional.

A audiência do governante, sobre “política geral do Ministério e outros assuntos de atualidade”, segundo a página na Internet do parlamento, vai ter formato misto (presencial e por videoconferência), a partir das 15:00.

Lusa

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

Advertisement

Últimas

Saúde15 minutos ago

Portugal apresenta o índice de transmissibilidade mais baixo da Europa

Portugal apresenta atualmente o índice de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 “mais baixo da Europa”, com um valor estimado para...

António Costa António Costa
Sociedade30 minutos ago

Associações pedem ao Governo decisões céleres para não matar investimento no lítio

O setor dos recursos minerais considera que “ainda é possível criar uma cadeia de valor para o lítio” em Portugal...

Saúde45 minutos ago

Incidência está a baixar com 141 casos por 100 mil habitantes

Portugal mantém a tendência de descida de novos casos de covid-19, sendo a incidência, no domingo, de 141 casos por...

Portugal2 horas ago

Comemorações do Dia internacional da Mulher até dia 20

A Câmara de Vendas Novas, no distrito de Évora, vai prolongar as comemorações do Dia Internacional da Mulher, que se...

Desporto3 horas ago

Portugal termina em segundo lugar no quadro de medalhas

Portugal, com três títulos nos Europeus de atletismo de pista coberta de Torun, na Polónia, fecha a edição com um...

Cultura4 horas ago

Representante de Portugal é hoje escolhido na final do Festival da Canção

O representante de Portugal no Festival Eurovisão da Canção, que decorre em maio nos Países Baixos, é hoje escolhido entre...

Sociedade6 horas ago

GNR tem 33 mulheres em funções de comando

A Guarda Nacional Republicana (GNR) destacou hoje o papel que as mulheres têm vindo a assumir na estrutura da Guarda,...

Política6 horas ago

Marcelo afirma que quis passar “das palavras aos atos” com mais mulheres na sua equipa

O Presidente da República considerou hoje que os passos dados para salvaguardar a igualdade de género em Portugal não são...

Educação6 horas ago

Ensino privado quer também testes rápidos como no público

A AEEP – Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo pediu hoje uma clarificação do Governo sobre testes rápidos...

Sociedade7 horas ago

Mulheres ultrapassaram os homens nas profissões de medicina, magistratura e advocacia

As mulheres ultrapassaram os homens em profissões que eram sobretudo masculinas, como médico, magistrado ou advogado, em 30 anos, revelam...

Portugal7 horas ago

Fevereiro foi o 5.º mais quente desde 1931 em Portugal continental

O mês de fevereiro foi o 5.º mais quente desde 1931 e muito chuvoso, levando à inexistência de situação de...

Portugal8 horas ago

Cerca de 700 condecorações, 23 vetos e 17 visitas de Estado em cinco anos

Marcelo Rebelo de Sousa, que termina na terça-feira o seu primeiro mandato como Presidente da República, atribuiu nesses cinco anos...

+ popular

%d bloggers like this: