Siga-nos nas redes sociais

Portugal

Indiano suspeito de tráfico humano em Almeirim

O Ministério Público pediu hoje a prisão para o dono de uma empresa de Almeirim, que contratava imigrantes para trabalhos agrícolas, em causa estão crimes de tráfico de pessoas e auxílio à emigração ilegal.

No tribunal de Santarém decorrem as alegações finais do processo, em que três cidadãos de nacionalidade indiana e a sociedade gerida por um deles são acusados de 22 crimes de tráfico de pessoas e um crime de auxílio à emigração ilegal. A procuradora pediu a condenação de todos os arguidos, contudo ao responsável da empresa foi aplicada a pena de prisão efetiva, por ser ele o “principal beneficiário”.

Segundo a defesa dos arguidos, as 22 testemunhas, cujas declarações sustentam a acusação, não foram alvo de promessas de aliciamento, afirmando que foram os próprios a procurar a sociedade, e que tinham conhecimento de que iam ser pagos à hora.

De acordo com a defesa do principal arguido, não há razão para falar em tráfico humano baseado num incumprimento de um contrato de trabalho, alegando que os trabalhadores tinham os documentos na sua posse, possuíam liberdade de movimento e poderiam abandonar a empresa e as residências quando o desejassem.

Os mandatários dos arguidos afirmaram que, mais do que pelo trabalho, estas pessoas “vinham à procura de legalização, porque em Portugal seria mais fácil”.

A defesa justifica ainda as condições precárias e insalubres em que viviam com diferentes “hábitos culturais” , face as estas declarações a procuradora mostrou-se chocada.

O processo teve início quando foram realizadas buscas ,no início de 2020, à sociedade e a um estabelecimento comercial do principal arguido, bem como em 12 alojamentos em Almeirim e Alpiarça, onde residiam cerca de 160 pessoas.

A leitura do acórdão está marcada para o próximo dia 12 de outubro.

Portugal

Agricultor teve alta e está de volta à greve : “Não desisto, não posso”

O agricultor Luís Dias, que está em greve de fome às portas de S. Bento, já teve alta hospitalar e voltou à greve, garantindo que não vai desistir.

“Bem sei que se preocupam, mas não desisto, não posso”, escreveu o agricultor na rede social Twitter, onde divulgou uma petição onde reivindica uma solução mediada para o diferendo que opõe o agricultor ao Governo.

Recorde-se que Luís Dias foi hospitalizado ontem, depois de ter estado internado na semana passada, no hospital de São José, em Lisboa. O agricultor já está de regresso ao jardim junto à residência do Primeiro Ministro, de forma a retomar o protesto.

Continuar a ler

Portugal

Gisela João atua em Grândola

Com uma voz e um timbre singulares, Gisela João, figura central e uma das mais importantes intérpretes da musica portuguesa é o destaque deste ano do programa das Comemorações do Dia do Concelho. O espetáculo tem lugar dia 21 de outubro, às 22h00 no Cine Granadeiro Auditório Municipal. A entrada é gratuita mediante reserva de lugar através do 269 448 030.

Gisela João, para além de ser um nome sonante da nova geração do fado, é também letrista e compositora. O espetáculo irá centrar-se no álbum editado no ano passado «Aurora», o seu registo mais intimista e pessoal, que capta a sua identidade e aquilo que ama. Contudo, para além de outros sucessos da sua carreira, aguardam-se surpresas, já que é conhecido  o seu amor pelas pistas de dança e pela música eletrónica.

Presença constante em palcos nacionais e internacionais, com atuações eletrizantes, Gisela João já foi distinguida com inúmeros prémios, entre os quais o Globo de Ouro para Melhor Interprete Nacional, pelas revistas Blitz e Time Out e pelo jornal Expresso.

Continuar a ler

Portugal

Detido suspeito de matar mulher à frente dos filhos

A Policia Judiciária procedeu à identificação e detenção de um homem com 34 anos de idade, estrangeiro, por fortes indícios da prática de dois crimes de homicídio qualificado, um consumado e outro tentado.

Os factos foram cometidos na madrugada do dia 5 de outubro, na zona de Mem Martins, no interior da residência das vítimas, mãe e filha, também estrangeiras, com 34 e 14 anos respetivamente.

Segundo o avançado pela PJ em comunicado, ” o agressor é marido de uma das vítimas e padrasto da outra, mas estavam separados há alguns meses. A relação entre o casal era problemática e já tinha motivado queixas por violência doméstica contra ele”.

As vítimas encontravam-se em casa quando foram surpreendidas pelo agressor que, munido de uma faca, desferiu contra a mulher vários golpes em regiões fatais, provocando-lhe assim a morte. A filha de 14 anos foi violentamente agredida na região da cabeça, encontrando-se em perigo de vida no hospital. Dois filhos comuns, de 3 e 8 anos, assistiram às agressões.

O homem colocou-se de imediato em fuga, abandonando as vítimas no interior da habitação.

Depois de localizado e no âmbito das diligências de recolha de prova a que foi sujeito na região do Alentejo, onde estava a trabalhar, quando era transportado em viatura da Polícia Judiciária projetou-se para o exterior, ação que lhe provocou diversos ferimentos que motivaram o seu internamento hospitalar.

O suspeito aguarda ser presente a primeiro interrogatório judicial, para aplicação de medidas de coação.

Continuar a ler

Portugal

Homem de 38 anos detido por tráfico de droga em Odemira

No passado dia 3 de outubro, a GNR deteve um homem de 38 anos, por tráfico de estupefacientes, no concelho de Odemira.

No âmbito de uma ação de policiamento direcionada para o combate ao tráfico de estupefacientes, os militares da Guarda abordaram um veículo, tendo o ocupante demonstrado um comportamento suspeito. No decorrer da ação policial, foi efetuada uma revista pessoal de segurança ao homem e uma busca ao veículo, tendo sido descoberto diverso produto estupefaciente no interior do veículo, resultando na apreensão de 105 doses de heroína, sete doses de cocaína, três doses de canábis, um telemóvel e 70 euros em numerário.
O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, no dia 4 de outubro, no Tribunal Judicial de Odemira.

Continuar a ler

Ultimas do Alentejo

Publicidade

Siga-nos no Facebook

ÚLTIMAS 48 HORAS