Connect with us

Portugal

Fermelinda Carvalho, mão firme e palavras certas, coloca o executivo em ordem

Há muito tempo que não se via uma reunião de executivo tão desorganizada, desordem essa provocada pelos vereadores do PS e do CLIP. Que à mão da presidente de Câmara, Fermelinda Carvalho, já se foram rendendo às realidades do seu próprio governo.

No passado dia 20 de dezembro, os vereadores do partido socialista escolheram a reunião de Câmara para apresentar todas as suas propostas, algumas apesar de serem consideradas pela presidente, como válidas e reais, são ao mesmo tempo inoportunas, inoportunas no tempo e no momento, uma vez que já tinha sido solicitado a todo o executivo o contributo na colaboração e elaboração de propostas e esse contributo foi nulo .

No que diz respeito aos vereadores da CLIP, o discurso é circular e saudosista, no presente falam apenas do que se fez e não no que se deve fazer, acusam o PSD de uma antiga má administração do município e enfatizam-se a eles próprios, afirmando que a CLIP remendou os estragos causados pelo partido social democrata.

O partido socialista e a CLIP acusam a presidente de adotar um discurso enraivecido e mesmo desrespeitoso, Fermelinda não responde a tais comentários, mantendo uma postura assertiva e linear do início ao fim.

O confronto direto, sem “papas na língua”, característico da autarca do município portalegrense é algo que todos conhecem, constituído essa particularidade, segundo os portalegrenses, uma das razões para a candidata ter sido eleita para o atual cargo que ocupa.

Ao que parece, o deputado, jurista, um dos membros do executivo que melhor conhece os meandros da política, Luís Moreira Testa, foi quem demonstrou mais espanto perante a postura reta e impassível da presidente de Câmara.

Continue Reading

ÚLTIMAS 24 HORAS