Connect with us

Economia

Empresários turísticos da região da Guarda esperam que setor normalize em 2021

Os empresários turísticos da região da Guarda esperam que o ano de 2021 traga normalidade ao setor que em 2020 sofreu as consequências da pandemia causada pela covid-19 e apenas registou um “pequeno fôlego” no período do verão.

Três empresários de turismo associado às Aldeias Históricas de Marialva (Mêda), Linhares da Beira (Celorico da Beira) e Sortelha (Sabugal) disseram à agência Lusa que 2020 foi “mau” para a atividade e que depositam em 2021, apesar de ter começado com um novo confinamento, a esperança de um regresso à normalidade.

“2020 foi um ano estranhíssimo, porque foi um ano que veio romper com tudo aquilo a que estávamos habituados e a cadência que vínhamos tendo, quer de crescimento, quer de ampliação de mercados, quer de tudo aquilo que se ia passando do ponto de vista das experiências”, disse à Lusa Paulo Romão, proprietário do empreendimento de turismo Casas do Côro, na Aldeia Histórica de Marialva, que disponibiliza 31 quartos.

Segundo o empresário, a unidade de alojamento esteve fechada cerca de três meses, na passagem do primeiro para o segundo trimestre, mas, no verão, acabou por “equilibrar um bocadinho” o ano.

“Acabámos por ter um belíssimo verão, mas que se esgotou logo no final de setembro”, porque o empreendimento tem um nível de internacionalização “muito grande” e não teve clientes estrangeiros.

Paulo Romão diz que o momento é de esperar que a pandemia seja ultrapassada com a vacinação para procurar reequilibrar “um bocadinho aquilo que se perdeu em 2020”.

“Nós somos de natureza otimista preponderante, não esperávamos que o início de ano nos trouxesse este novo ‘nevoeiro’, mas estamos ainda otimistas que, no final da primavera, possamos retomar um bocadinho aquilo que é uma ideia de podermos pensar que já está a passar”.

Próximo da Aldeia Histórica de Linhares da Beira (Celorico da Beira), na localidade de Mogadouro, o empresário João Paulo Patrício acolhe turistas na Casa do Mogadouro, um projeto que surgiu em 1998 e que tem capacidade para alojar 20 pessoas.

O empresário reconhece que 2020 “foi um ano atípico” para o setor, embora no verão tenha trabalhado “bem”, porque a casa “permite distância social” e foi alugada a famílias e a grupos de amigos, do país e do estrangeiro.

João Paulo Patrício já tem “algumas reservas para o verão” e acredita que possam aumentar, mas vaticina que a situação é “complicada” para o Carnaval e uma incógnita para a Páscoa.

A Casa do Mogadouro promove o ecoturismo e o turismo sustentável e faz a ligação com a Aldeia Histórica de Linhares da Beira, com as Aldeias de Montanha de Rapa, Salgueirais e Prados, e queijarias tradicionais dos concelhos de Celorico da Beira e Fornos de Algodres.

Na Aldeia Histórica de Sortelha, no concelho do Sabugal, a empresa de animação turística JMAL – Atividades Turísticas, criada em 2016, disponibiliza 13 burros para visitas e viagens pela região e também participa em recriações históricas e feiras medievais.

O proprietário, Jorge Miguel, disse que 2020 é para esquecer, porque “foi muito mau, para não dizer terrível”.

O empresário estima uma quebra de 90% na atividade e deseja que a pandemia – que fica associada ao nascimento de dois animais a quem atribuiu os nomes Covid e Zaragatoa – “passe o mais rápido possível”, para retomar a normalidade.

O presidente da Associação das Aldeias Históricas de Portugal e do município do Sabugal, António Robalo, também disse à Lusa que o ano de 2020 “foi extremamente complicado” para todo o país e no verão verificou-se “uma abertura” para o turismo.

Lusa

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

Advertisement

Últimas

Saúde45 minutos ago

Surto na Casa do Artista com 11 infetados dos quais um está internado

O número de infetados no surto de covid-19 na Casa do Artista, em Lisboa, é de 11 pessoas, uma das...

Saúde1 hora ago

Vacinação seria “passo decisivo” para o regresso às escolas

Os diretores escolares defenderam hoje que a vacinação contra a covid-19 de trabalhadores docentes e não docentes seria um “passo...

Saúde1 hora ago

Açores com 10 novos casos em São Miguel e seis recuperações

Os Açores detetaram nas últimas 24 horas 10 novos casos positivos de covid-19, todos na ilha Miguel, a maior e...

Sociedade2 horas ago

Vários polícias apedrejados na noite de terça-feira em bairro de Oeiras

Vários polícias foram apedrejados na noite de terça-feira no bairro dos Navegadores, na freguesia de Porto Salvo, em Oeiras, no...

Saúde3 horas ago

Portugal com 41 mortes e 979 casos de infeção nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje 41 mortes relacionadas com a covid-19 e 979 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo...

Portugal4 horas ago

Recolocação de postes no Alto Tâmega não carece de EIA

O presidente da Agência Portuguesa do Ambiente, Nuno Lacasta, afirmou hoje no parlamento que a recolocação de alguns postes de...

Economia6 horas ago

O risco de pobreza afeta17,2% dos portugueses, mas disparava sem apoios sociais

Mais de 12% da população portuguesa estava em 2019 numa situação de pobreza persistente e 17,2% em risco de pobreza,...

Sociedade8 horas ago

Lisboa, Setúbal e Leiria sob aviso amarelo na quinta-feira devido à chuva

Os distritos de Lisboa, Setúbal e Leiria vão estar sob aviso amarelo na quinta-feira devido à previsão de aguaceiros por...

Saúde9 horas ago

Ministra da Saúde admite professores e não docentes como prioritários para vacinação

A ministra da Saúde admitiu hoje que os professores e o pessoal não docente possam ser incluídos como prioritários para...

Sociedade10 horas ago

Participações de crimes de violência doméstica baixam 6% para 27.609 em 2020

O número de ocorrências por crimes de violência doméstica participadas à Guarda Nacional Republicana (GNR) e à Polícia de Segurança...

Desporto10 horas ago

Europeus atletismo: Inevitável esperar medalhas, com Pichardo e Dongmo

Três dos atletas portugueses que vão competir de quinta-feira a domingo nos Europeus de atletismo estão no ‘top-3’ do ano...

Sociedade11 horas ago

Comerciantes satisfeitos com Câmara de Lisboa mas querem mais ajuda do Governo

 Associações representativas do comércio, restauração e hotelaria manifestaram-se hoje satisfeitas com os apoios da Câmara Municipal de Lisboa aos empresários...

+ popular

%d bloggers like this: