Connect with us

Alentejo

“Eleições da CCDRA: uma questão de experiência e de responsabilidade”

Artigo de opinião de Roberto Grilo

Roberto Grilo, candidato à presidência das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional Alentejo, em artigo de opinião, fala sobre a sua candidatura.

“Sou, em todo o território nacional, o único candidato independente às eleições das Comissões de Coordenação e Desenvolvimento Regional, não apresentado nem apoiado por qualquer partido. O meu partido é o Alentejo! Por isso mesmo, o lema da minha candidatura é “O Alentejo Primeiro!”.

Sou o presidente da CCDRA há já cinco anos. Conheço profundamente o Alentejo, os seus autarcas e o valoroso trabalho que todos fazem. Defendo que o poder autárquico é uma das mais importantes conquistas de Abril e da Democracia. E sou um adepto confesso da Regionalização, aliás, gostaria que neste processo se tivesse ido mais longe e estivéssemos a discutir a Regionalização, restando-me esperar que de facto este seja pelo menos um passo nessa direção e, depois de ser eleito, trabalharei para isso, dento do quadro legal das minhas competências.

O Alentejo tem uma estratégia para 2030 e essa será a minha base de trabalho na CCDRA, tendo em conta as competências e atribuições dos parceiros regionais e a certeza de que tudo farei para assegurar o suporte institucional da CCDR e a mobilização adequada e eficaz dos fundos para concretizar os investimentos.

Nesta ambição incluo o envolvimento das Autarquias e restantes parceiros na conceção e execução dos projetos que têm diferentes exigências e impactos. A Estratégia já refere os projetos estruturantes – barragem do Pisão, ligações rodoferroviárias e plataforma logística de Elvas-Caia, hospital central do Alentejo e candidatura de Évora a Capital da Cultura 2027, produção de hidrogénio verde e infraestruturas portuárias em Sines, dinamização do Aeroporto de Beja e plataforma agroalimentar.

A estes investimentos proponho acrescentar o meu empenho no que chamarei projetos complementares e que incluem a mobilidade e os transportes, os serviços de saúde e educação, a rede de inovação, a reabilitação urbana, as redes de água e saneamento, os empreendimentos hidroagrícolas e as áreas empresariais. Nestes projetos, as Autarquias são parceiros fundamentais, pela proximidade, pelas competências e pela ligação destes projetos com a atração de pessoas e empresas para os seus territórios.

Esta minha ambição inclui também a disponibilidade em trabalhar com as Autarquias e outros parceiros nos projetos a que chamarei transversais e que têm a ver com a infraestruturação e as redes de comunicação, as redes digitais e a fibra ótica, a capacitação e a participação mais qualificada dos parceiros regionais. Este ponto é particularmente importante para responder às necessidades das Juntas de Freguesia como agentes fundamentais na vida das terras de mais baixa densidade, para o que deverão beneficiar de apoios ajustados às competências que esforçadamente vêm desempenhando.

O País e o Alentejo vão beneficiar nos próximos anos de um pacote de fundos comunitários com uma dimensão totalmente inédita. Tal dimensão implica criar, a partir da CCDR, um centro de operações informado que coordene recursos e iniciativas, dando espessura a ideias e projetos que se mostrem capazes de dar corpo a estratégias de aproveitamento económico sustentável para os territórios da Região, fazendo acontecer! Esta é uma das minhas propostas estruturais para a nova CCDRA.

Viveremos uma época verdadeiramente excecional, de grande rigor e sacrifícios, mas também de inéditas oportunidades – assim tenhamos condições para as aproveitar.

Vejamos os factos: os fundos do Plano Operacional do Alentejo ultrapassaram os 1000 milhões de euros e os fundos do Turismo, no mesmo período, ficaram nos 10 milhões de euros, ou seja, 100 vezes menos – isto diz tudo sobre a importância da experiência na gestão de uma entidade com a CCDRA.

Estas circunstâncias obrigam a que ajamos com grande cautela, serenidade e pragmatismo. Eu sou absolutamente independente das estruturas partidárias, conheço os dossiês, conheço o território e as suas necessidades e expectativas, conheço a estrutura da CCDRA, conheço as especificidades dos fundos estruturais, tenho uma excelente relação com a tutela e os serviços centrais, tenho uma relação de confiança, proximidade a amizade com todos os autarcas do Alentejo. Não tenho dúvidas, e poucos terão, perdoar-me-ão a imodéstia, que sou quem tem as condições mais adequadas para servir melhor o Alentejo e os Alentejanos. Os tempos são de rigor, as decisões devem ser ponderadas e racionais.”

Roberto Grilo
Candidato independente à presidência da CCDRA

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

Advertisement

Últimas

Economia1 hora ago

O risco de pobreza afeta17,2% dos portugueses, mas disparava sem apoios sociais

Mais de 12% da população portuguesa estava em 2019 numa situação de pobreza persistente e 17,2% em risco de pobreza,...

Sociedade2 horas ago

Lisboa, Setúbal e Leiria sob aviso amarelo na quinta-feira devido à chuva

Os distritos de Lisboa, Setúbal e Leiria vão estar sob aviso amarelo na quinta-feira devido à previsão de aguaceiros por...

Saúde4 horas ago

Ministra da Saúde admite professores e não docentes como prioritários para vacinação

A ministra da Saúde admitiu hoje que os professores e o pessoal não docente possam ser incluídos como prioritários para...

Sociedade4 horas ago

Participações de crimes de violência doméstica baixam 6% para 27.609 em 2020

O número de ocorrências por crimes de violência doméstica participadas à Guarda Nacional Republicana (GNR) e à Polícia de Segurança...

Desporto5 horas ago

Europeus atletismo: Inevitável esperar medalhas, com Pichardo e Dongmo

Três dos atletas portugueses que vão competir de quinta-feira a domingo nos Europeus de atletismo estão no ‘top-3’ do ano...

Sociedade5 horas ago

Comerciantes satisfeitos com Câmara de Lisboa mas querem mais ajuda do Governo

 Associações representativas do comércio, restauração e hotelaria manifestaram-se hoje satisfeitas com os apoios da Câmara Municipal de Lisboa aos empresários...

Saúde6 horas ago

Mais de 265 mil pessoas com vacinação completa em Portugal

Portugal já vacinou 603.486 pessoas com a primeira dose contra a covid-19, com 168.798 a serem vacinadas na última semana,...

Sociedade6 horas ago

Militares já trataram mais de mil doentes SNS e fizeram mais de 188 mil inquéritos

As Forças Armadas já trataram “mais de mil doentes” do Serviço Nacional de Saúde desde o início da epidemia de...

Cultura12 horas ago

Festival Primavera Sound do Porto adiado para 2022

A 9.ª edição do festival Primavera Sound, no Porto, inicialmente prevista para junho de 2020, voltou a ser adiada mais...

Portugal20 horas ago

Governo avança com Avaliação Ambiental Estratégica de três soluções

O Governo vai avançar com a realização de um processo de Avaliação Ambiental Estratégica a três soluções para reforço da...

Portugal20 horas ago

Portugal não pode esquecer o que aconteceu no trágico mês de janeiro

O primeiro-ministro fez hoje um veemente apelo à manutenção da disciplina individual para a contenção da covid-19, dizendo que Portugal...

Saúde20 horas ago

Vacinação dos cerca de 15 mil bombeiros concluída

Os cerca de 15 mil bombeiros voluntários, sapadores e municipais indicados como prioritários para a primeira fase de vacinação contra...

+ popular

%d bloggers like this: