Siga-nos nas redes sociais

Sociedade

DIVERSAS CIDADES ALENTEJANAS CONCORREM A ORÇAMENTO PARTICIPATIVO JOVEM

Orçamento Participativo Jovem Portugal 2019 1

Este é um processo de participação democrática no âmbito do qual os cidadãos com idades entre os 14 e os 30 anos podem apresentar e decidir projetos de investimento público.

O Governo da República encara os seus cidadãos mais jovens como parte determinante da sociedade portuguesa, pelo que se pretende que estejam cada vez mais envolvidos nas decisões coletivas, mantendo também uma atitude vigilante sobre a atuação dos organismos públicos.

Esta iniciativa visa contribuir para a melhoria da nossa democracia pela inovação e reforço das formas de participação pública dos cidadãos jovens. Trata-se de uma aposta no seu espírito criativo e no seu potencial empreendedor.

As duas edições realizadas até ao momento confirmam a importância e oportunidade do OPJovem, justificando, assim, a opção do Governo em continuar esta frente de trabalho.

Os jovens, dos 14 aos 30 anos, votaram por SMS até ao dia 4 de agosto. A apresentação dos resultados e a apresentação pública dos projetos vencedores terá lugar até ao próximo dia 12 de agosto de 2019 (Dia Internacional da Juventude).

chamu orc particip 1

Estão os seguintes projetos em cima da mesa:

“Instalação de energia solar térmica e foto-voltaica nas escolas” de Reguengos de Monsaraz

Orçamento 75.000€

É proposta a instalação de energia solar térmica e foto-voltaica em duas escolas do Agrupamentos de Escolas de Reguengos de Monsaraz (Escola Básica Nº1 e Escola Secundária Conde de Monsaraz) e numa escola do Agrupamento de Escolas de Mourão (Escola Básica de Mourão) pertencentes ao distrito de Évora. A razão da escolha destas escolas públicas é que para além de pertencerem a concelhos geograficamente contíguos, existe também uma relação direta na continuidade dos estudos da maioria dos alunos provenientes do concelho de Mourão para o de Reguengos de Monsaraz a fim de frequentarem o ensino secundário como alternativa mais próxima. Pretendo com esta proposta, para além do seu papel pedagógico, consciencializar toda a comunidade escolar para a importância das energias alternativas. Esta proposta poderá ser aplicada futuramente a toda a rede escolar pública com potencial para implementação de termos acumuladores e de painéis foto-voltaicos, com benefícios ambientais.

Aromar” de Évora e Montemor-o-Novo

Orçamento 75.000€

Procura-se instituir no concelho de Évora e Montemor-o-Novo, inicialmente, para uma a duas escolas primárias em cada concelho, uma produção horto frutícola bio intensiva instalada em terreno camarário, onde se estabeleça uma produção efectiva às necessidades dessa(s) escola(s) básicas, e cujo resíduos orgânicos da(s) cantina(s) sejam reutilizados na produção horto frutícola por meio da vermicompostagem. Assim estabelece-se um fluxo de economia circular, sustentada, social e com grande capacidade educacional. É também passível de ser escalável.

“Juntos pelo Ambiente

Orçamento 50.000€

Objetivo de criar centros de recrutamento em que as pessoas se inscrevem (plataforma online) em que ao longo do ano vão “requerendo” pessoas para que durante alguns meses vão limpando matas e jardins. Para além de tornarem o ambiente mais limpo e melhor para a nossa saúde e para o planeta poderá prevenir incêndios. A verba a envolver será para adquirir os materiais necessários para a limpeza.

“Publicitar Portalegre” de Portalegre

Orçamento 20.000€

Fazer a entrega nos portos de cruzeiros, e aeroportos do país , roteiros em papel e nas paragens dos autocarros a mensagem visite Portalegre. publicitando Portalegre! Implementação desta medida: A câmara de Portalegre contactaria os “portos e aeroportos, pedindo autorização para que os cidadãos de Portalegre entregassem em mão um folheto a cada turista, saindo do avião ou navio. Utilizariam a linha ferroviária do Entroncamento para virem a Portalegre e aí conheceriam o distrito e os outros concelhos do nosso bonito Alto Alentejano. Descrição do panfleto: localização Geográfica de Portalegre no país, roteiro gastronómico, panorâmico e cultural (visita guiada pela cidade de Portalegre e visita a monumentos da cidade e com transporte (tuc-tuc).

“Carregamento de Carros Elétricos” de Marvão e Castelo de Vide

Orçamento 50.000€

Vários são os factores para que, nos dias de hoje, exista uma preocupação e consciencialização ambiental global e cada vez maior. O aquecimento global, em grande parte causado pelo uso de combustíveis fósseis e fontes de energias poluidoras, é uma das realidades com que nos deparamos e uma das quais que mais merece a nossa atenção pelas consequências que traz e poderá trazer no futuro. Por esta mesma razão, é de extrema importância o incentivo ao uso de alternativas mais ecológicas e amigas do ambiente. Desta forma, a proposta que apresento tem por objetivo a implementação de pontos de carregamento para viaturas elétricas, nestes que são dois dos concelhos do Alto Alentejo com o maior rácio de dormidas nos alojamentos turísticos por número de habitantes e que, fazendo fronteira com Espanha, servem muitas vezes de ponto de passagem e tendo em conta que os postos já existentes estão longe e não são suficientes para os objetivos que se pretende atingir no futuro.

“Aventura inclusiva” de Beja e Moura

Orçamento 35.000€

É por preocupação implementar no território a oferta de respostas e soluções integradas, que envolvam diferentes agentes, do sector público, privado e associativo contribuindo também para a melhoria da qualidade de vida da população local. Pretendemos da aquisição de um circuito de arborismo móvel (Arbofun), com dois andares, adaptado também a usuários com mobilidade reduzida. A implementação do equipamento está pensada para o Campus do Instituto Politécnico de Beja, visando desta forma a multidisciplinariedade das equipas que irão “operar” o equipamento. Os diferentes ciclos de estudo na área do desporto daquela instituição de ensino superior, podem assegurar a formação de técnicos especializados, contribuindo desta forma para o sucesso da iniciativa. Além da população em geral, os visados no usufruto do equipamento serão algumas das instituições dos municípios de Beja e Moura.

“Welldone”

Orçamento 75.000€

Reconhecimento das boas práticas ambientais e sociais por parte de crianças e jovens – recompensa: benefícios na redução de propinas.

“Farmácia móvel” de Beja e Évora

Orçamento 50.000€

Criar uma farmácia móvel de forma a levar os medicamentos a populações afastadas da cidade ou em zonas que não tenham farmácias.

“Menos Plástico nas Escolas” de Portalegre

Orçamento 35.000€

A excessiva utilização de plásticos é uma crescente preocupação a nível mundial. Atualmente, são vários os países – incluindo Portugal – que começam a tomar medidas para diminuir a presença do plástico nas nossas vidas. Esta é uma questão não só ambiental mas também de saúde pública e educação. Por isso mesmo, as escolas devem ser exemplo e o motor da criação de novos hábitos e de consciencialização das gerações futuras. A ideia passa por encontrar alternativas ao plástico não só nas cantinas e bares mas também dentro das salas de aula, com a disponibilização de material escolar (canetas, marcadores, réguas) fabricado com recurso a materiais alternativos. Esta é uma proposta destinada ao Distrito de Portalegre, cujo território está, em boa parte, abrangido por um Parque Natural e onde as medidas de preservação da Natureza merecem principal destaque, mas poderá ser aplicada e todo o território nacional.

“Põe-te a andar” de Portalegre

Orçamento 100.000€

Dinamização de infra-estruturas existentes em todo o distrito de Portalegre com vista à sua maior e melhor utilização e por um público mais alargado. Aquisição de equipamentos, como bicicletas para passeios BTT, binóculos para actividades de bird watching, canoas que permitam actividade aquáticas em vários locais do distrito, parcerias com entidades privadas que permitam por exemplo passeios a cavalo. Esta proposta tem como finalidade a dinamização de nosso distrito numa vertente ambiental.

“Igualdade no Alentejo”

Orçamento 20.000€

Equipa formada por jovens; psicólogos; jovens que passaram pela experiência. A equipa formada deslocar-se-ia às escolas expor os problemas que a sociedade criou e as formas de solucionar as mesmas. Nomeadamente nas áreas da sexualidade juvenil; Homossexualidade/bulling; Doenças sexualmente transmissíveis. Esta ação poderia ser desenvolvida com outras entidades.

“Aquisição de bicicletas e trotinetes eléctricas” de Portalegre e Elvas

Orçamento 40.000€

Adquirir bicicletas e trotinetes nos pólos do Politécnico como forma de deslocação dos estudantes do IPP e formandos do Centro de Formação Profissional e para o público em geral.

“Pedagogia de Educação Não Formal em Jardins” de Évora e Beja

Orçamento 25.000€

A presente proposta,pretende através de um conjunto de actividades de pedagogia de educação não formal:promover;estimular;reabilitar e desenvolver a inteligência emocional (de competências emocionais tais como:empatia inter-pessoal;resiliência na aprendizagem;pro-actividade intra-pessoal),bem como,do capital social (por competências sociais nomeadamente: assertividade no estabelecimento de relações inter-pessoais,e na eficácia na participação cívica para a cidadania participativa). Todavia,ocorreriam essas actividades em jardins públicos locais (quando o tempo o permitisse),não implicando directa e/ou indirectamente,a construção de infra-estruturas materiais,apenas a aquisição de material lúdico/didáctico das actividades mensalmente compreendidas. Contudo,os destinatários seriam os (as) alunos (as), e também os (as) professores (as),no ensino básico e secundário,das escolas locais.

“Dinamização do CRO” de Marvão

Orçamento 40.000€

Com a instalação, em breve, do Centro de Recolha Animal de Marvão na aldeia de Santo António das Areias revela-se urgente desenvolver ações que permitam salvaguardar os animais lá alojados e a outros, errantes, dos concelhos abrangidos, prejudiciais à dignidade do Parque Natural da Serra de São Mamede, onde se inserem. Nesse sentido, a proposta visa dar condições à realização de ações de sensibilização (temáticas como os direitos dos animais, prevenção do abandono, respostas do CRO), campanhas de angariação de recursos (consumíveis alimentares e não alimentares) e acompanhamento dos animais (apoio veterinário, ações de esterilização e programa de voluntariado). Ainda neste âmbito, a disseminação de estruturas de alimentação e descanso em várias localidades e lugares dos concelhos visados, apoiada por esta proposta, permitiria reduzir o número de animais errantes e dar ao CRO uma função abrangente no território em que se insere, em parceria com coletividades locais e jovens.

“Proximidade Cultural” de Évora, Beja e Portalegre

Orçamento 15.000,00 €

A região Alentejana tem sido a escolha de muitos estrangeiros que vem para cá adquirir a formação superior, sobretudo na cidade de Évora e Beja onde existem considerável número de estudantes estrangeiros cuja a maior parte é africana . A inserção e inclusão social dos estrangeiro na região, é de certa forma um desafio. Com este propósito o projeto proximidade cultural visa aproximar a cultura estrangeira com a cultura portuguesa principalmente a cultura regional alentejana. O Projeto proximidade cultural pretende: promover a cultura estrangeira e inclusão dos estrangeiros na cultura local, através de workshops de vivências culturais de distintos países, sobre tudo alguns países africanos, Brasil, Timor Leste e alguns países asiáticos onde predomina a cultura árabe, os workshops serão de carácter informal num ambiente descontraído e multi cultural; Workshop de danças tradicionais, Workshop de culinária, peças teatrais e exposição de artes.

“Combate ao desperdício alimentar e ajuda às pessoas necessitadas”

Orçamento 15.000€

Ajudar as pessoas mais necessitadas fazendo com que todas as escolas do Alentejo contribuam com as refeições que não são consumidas pelos alunos e assim proporcionar o combate ao desperdício alimentar durante o período escolar e assim fazer com que as pessoas percebam que não estão sozinhas. Quem quiser pode contribuir com donativos.

“Ambiente em Movimento (reciclar para ganhar)” de Portalegre

Orçamento 100.000€

A nossa proposta consiste na melhoria e inovação na reciclagem no nosso distrito, em prol de uma melhoria ambiental. Incentivando a população a colaborar a nível distrital, na seguinte ideia: distribuição de vários pontos por concelho, onde em cada um desses pontos estará disponível um taraponto (recipiente de devolução de taras), onde o cidadão coloca a sua embalagem reciclável, a fim de lhe ser devolvido um valor estipulado consoante o tipo de embalagem colocada.

“Requisição de equipamentos para apoio dos utentes”

Orçamento 100.000€

Cedência de equipamentos para apoio dos utentes que não tenham possibilidade para comprar: equipamentos para deslocação; apoio domiciliário; doação de medicamentos. Quando utentes que saem do hospital podem não ter possibilidade para comprar por exemplo cadeira de rodas ou andarilhos entre outros utilizar este apoio. Há utentes que por doença não se conseguem deslocar ao hospital ou Centro de Saúde logo necessitam de apoio domiciliário para serem tratados. Existe locais que têm transporte para os utentes mas em muitos sítios ainda não adquiriram (aldeias e vilas) logo não conseguem deslocar-se aos hospitais ou centro de saúde para se tratarem. Há certos medicamentos que são caros seja para utentes reformados ou para outros utentes que não tenham possibilidades para os comprar, haver uma doação ou desconto para esses utentes.

Portugal

XXV Feira do Livro de Alcácer do Sal começa amanhã na Avenida dos Aviadores

2021 11 27 Atividades de Natal Sabado 40 scaled

A Avenida dos Aviadores, na cidade, vai ser palco da 25.ª edição da Feira do Livro de Alcácer do Sal, que se concretiza entre os dias 1 e 18 de dezembro.

Além da venda de livros a preços simpáticos, que são uma ótima ideia para presentes natalícios, para a autoeducação e/ou entretenimento, haverá as habituais sessões de contos dos mais novos aos mais crescidos, assim como encontros com autores que vêm partilhar as suas obras com o público e conviver com os seus leitores.

A Feira do Livro pode ser visitada de segunda a sexta-feira, das 14h às 18h e ao fim de semana e feriados, das 10h às 18h.

PROGRAMA

1 de dezembro (quinta-feira)

16h00 – “25 anos de histórias…” – Animação de leitura pelas técnicas da Biblioteca Municipal

3 de dezembro (sábado)

16h00 – Apresentação do livro “(E)ternamente Eusébio – Biografia Oficial” pelo autor João Malheiro

4 de dezembro (domingo)

16h00 – Apresentação do livro “A lenda do belo soldado” pela autora Margarida Rebelo Pinto

5 a 7 de dezembro (segunda a quarta-feira)

14h30 – “Contos para miúdos e graúdos” – Animação de leitura pelas técnicas da Biblioteca Municipal (para alunos do 1.º ciclo do ensino básico e utentes dos lares e centros de dia do concelho e público em geral)

8 de dezembro (quinta-feira)

16h00 – Apresentação do livro “O Silêncio das Esperas” pelo autor Henrique José Saraiva Lima

10 de dezembro (sábado)

16h00 – Apresentação do livro “O meu cão + 19 poemas (sem idade)” pela autora Conceição Marmeleira

11 de dezembro (domingo)

16h00 – Apresentação do livro “Comporta aberta” pela autora Cidalisa Guerra

12 a 16 de dezembro (segunda a sexta-feira)

14h30 – “Contos para miúdos e graúdos” – Animação de leitura pelas técnicas da Biblioteca Municipal (para alunos do 1.º ciclo do ensino básico e utentes dos lares e centros de dia do concelho e público em geral)

17 de dezembro (sábado)

16h00 – Apresentação do livro “Piu e Gil” pela autora Sofia Correia

18 de dezembro (domingo)

16h00 – Apresentação dos livros “Uma Lição de Paz” e “A Última Solidão” pela autora Carmen Garcia, do blogue “A mãe imperfeita”

Continuar a ler

Portugal

É Natal em Castro Verde

image003 1

Em Castro Verde, as celebrações de Natal arrancam esta quinta-feira, 1 de dezembro, com a iluminação de Natal e a instalação do presépio na Rotunda das Ovelhas. À noite, os temas típicos da quadra vão soar no Cineteatro Municipal num Concerto protagonizado pela Orquestra Clássica de Almodôvar, que acontece a partir das 21h30.

Entre os dias 16 e 20 de dezembro, a magia do Natal pode ser descoberta através do artesanato e produtos locais de Castro Verde, no Mercado de Natal que vai decorrer na Rua Morais Sarmento. Com início às 15h00, do dia 16, o Mercado de Natal funcionará todos os dias, entre as 10h00 e as 19h00.

Por estes dias haverá também animação musical pelas ruas e comércio local de Castro Verde e um programa de animação infantil, onde se inclui a Casa do Pai Natal, Tarde de Cinema Infantil, Carrossel, Pipocas e Algodão Doce e a peça de teatro “Desencontro” (teatro clownesco).

Para o dia 17 de dezembro, está agendado o já habitual Passeio de Pais Natal em Bicicleta, que acontece a partir das 15h00, com saída da Praça da República (inscrições em inqueritos.cm-castroverde.pt), e à noite, pelas 21h30, os UHF sobem ao palco do Cineteatro para um concerto acústico que contará com a participação do Coro do Conservatório Regional do Baixo Alentejo – Secção de Castro Verde.

O Natal é também o mote para a campanha “Este Natal, Ofereça Castro Verde”, a decorrer até ao dia 6 de janeiro de 2023, e para o Concurso de Montras de Natal, aberto a todos os estabelecimentos comerciais de Castro Verde com montras para a via pública.

O programa “É Natal em Castro Verde” procura valorizar os diferentes espaços urbanos e o comércio local, envolvendo todos os que por cá residem ou que, por estes dias, visitam o Município no decurso das festividades natalícias.

Continuar a ler

Portugal

Municípios: luzes e feiras de Natal passaram a ser “espectáculos artísticos” para evitarem concursos públicos

Tomar

Há câmaras municipais que classificam as feiras ou luzes de Natal como espetáculos artísticos de forma a poderem evitar um concurso público, adjudicando por ajuste direto serviços que ultrapassam o limite de 20 mil euros.

A notícia avançada pelo jornal ‘Público’ tendo em conta vários exemplos, explica que as regras da contratação pública permitem superar os limites previstos para os ajustes diretos quando se tratam de “espetáculos artísticos”.

O Município de Tomar adjudicou à empresa Sigmaconstellation um “espetáculo artístico” que custou 175 mil euros mais IVA “a que se somarão 150 mil euros mais IVA no ano passado, quando o evento teve de ser cancelado por causa da pandemia”.

O jornal ‘Público’ explicou ainda que o município pediu à empresa as “peças a utilizar fossem criadas exclusivamente para Tomar por artistas, não podendo ser utilizadas noutros eventos sendo, portanto, peças de autor/artista”.

Em causa estão “a Casa do Pai Natal, a Árvore Atelier dos Corações, o Trenó de Natal, o Conjunto Marco do Correio Cogumelo, o Pórtico Redondo, três Bengalas Doces com 3,5 metros, 2,5 metros e 1,5 metros e finalmente três Árvores de Natal com neve com 2 metros de altura”, de acordo com a descrição do próprio município.

Continuar a ler

Sociedade

Construção Oficial do Estádio 974: Time-Lapse 4K, Copa do Mundo FIFA 2022

catar

 Localizado em Doha, capital do Catar, cidade da região leste do país com mais de 1,7 milhão de habitantes. O estádio foi inaugurado em 30 de novembro de 2021 e tem capacidade para receber 40 mil espectadores .

Criado a partir de 974 contêineres reciclados, o Estádio 974 é o primeiro estádio temporário da Copa do Mundo da FIFA.

Continuar a ler

ÚLTIMAS 48 HORAS