Economia

Défice da zona euro e da UE agrava-se no 4.º trimestre de 2020

O défice da zona euro fixou-se nos 8,0% do PIB e o da União Europeia nos 7,5%, no quarto trimestre de 2020, acima do período anterior, mas aquém dos máximos atingidos entre julho e setembro, segundo o Eurostat.

O défice público da zona euro aumentou, entre outubro e dezembro, para os 8,0% do Produto Interno Bruto (PIB) quer face aos 6,4% do trimestre anterior, quer aos 0,9% homólogos.

De acordo com o gabinete estatístico europeu, na União Europeia (UE) o défice agravou-se para os 7,5% do PIB, contra os 6,1% do terceiro trimestre de 2020 e os 0,8% do período entre outubro e dezembro de 2019.

Em ambas as zonas, a subida ficou aquém dos défices históricos atingidos no segundo trimestre de 2020: 12,2% na zona euro e 11,8% na UE.

O peso do défice no PIB aumentou devido a um maior crescimento das despesas, influenciada pelas políticas governamentais em resposta à pandemia de covid-19. 

No quarto trimestre de 2020, todos os Estados-membros registaram um défice governamental.

Lusa

+ popular

Exit mobile version