Connect with us
Cultivo do tabaco ameaça biodiversidade e pode causar deflorestaçãoBR Cultivo do tabaco ameaça biodiversidade e pode causar deflorestaçãoBR

Portugal

Cultivo do tabaco ameaça biodiversidade e pode causar deflorestação

O cultivo do tabaco constitui uma séria ameaça à biodiversidade e provável causa de deflorestação e desertificação em muitos países, informa a Organização Mundial da Saúde, OMS, em relatório sobre a produção e comércio do tabaco em África.

O documento realça tendências no cultivo e produção do tabaco, bem como o comércio dos seus derivados, como o cigarro. O seu cultivo provoca erosão do solo e perdas substanciais e irreversíveis de árvores e outras espécies florestais.

Danos

Nos últimos anos, o foco do cultivo do tabaco mudou para África e acredita-se que as razões estejam ligadas ao ambiente de regulação mais favoráveis e uma crescente demanda do produto. Cerca de 1.77% do PIB de Moçambique advém da exportação do tabaco e Timor-Leste investe 1.03% do PIB para importar cigarro. OMS/Marcelo Moreno

De acordo com a OMS, a epidemia do tabaco é uma das maiores ameaças à saúde pública que o mundo já enfrentou

A terceira edição do Relatório Global da OMS sobre Tendências na Prevalência do Consumo de Tabaco 2000-2025 indica que na Região Africana os usuários adultos aumentaram de 64 milhões em 2000 para 73 milhões em 2018. A nível global, as cifras registaram um declínio de 60 milhões no mesmo período. 

Exposição

Quanto ao consumo, o número permanece ainda menor do que na maioria das outras regiões, embora tenha estado a aumentar em muitos países devido ao que se pensa ser um agressivo marketing da indústria. Os prejuízos são bem conhecidos, mas os riscos que a produção impõe sobre os agricultores, a família e o meio ambiente são pouco discutidos ou documentados.

Os riscos de saúde a que os cultivadores são expostos incluem “a doença de tabaco verde”. A patologia é causada pela nicotina que a pele absorve durante o tratamento das folhas molhadas, o uso pesado de pesticidas e a exposição ao pó do tabaco, avança o relatório. 

No âmbito socio económico, o relatório destaca arranjos contratuais que deixam os agricultores sempre presos ao círculo vicioso de dívida e incapazes de conseguir um preço justo. Como exemplo, o estudo aponta caso de crianças pobres que em alguns países trabalham em detrimento das aulas para aumentar a renda da família.Unsplash/Fotografierende

O tabaco é a principal causa evitável de morte em todo o mundo

Controle

Para a OMS, o tabaco é uma ameaça a muitos recursos da terra. Seu impacto é sentido de maneiras que vão além dos efeitos da fumaça liberada no ar e o seu cultivo destrói o ambiente e ameaça a saúde. 

A organização reitera também o compromisso em apoiar os Estados-membros na provisão de alternativas económicas viáveis, a proteção do meio ambiente e a saúde das pessoas. Em 2018, mais de 3.5 milhões de hectares de terra foram plantados.

Em nota, o diretor do Departamento da Promoção da Saúde da OMS, Ruediger Krech disse que o relatório vai ajudar os legisladores, pesquisadores e defensores da saúde pública a aumentar a consciência sobre a produção e o comércio do tabaco na África.

Ruediger sublinhou também a necessidade de se utilizar o conhecimento para defender a aceleração da implementação de medidas de controle do tabaco.
 

 *Amatijane Candé, de Bissau para a ONU News

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

Advertisement

Últimas

Saúde30 minutos ago

Portugal apresenta o índice de transmissibilidade mais baixo da Europa

Portugal apresenta atualmente o índice de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 “mais baixo da Europa”, com um valor estimado para...

António Costa António Costa
Sociedade45 minutos ago

Associações pedem ao Governo decisões céleres para não matar investimento no lítio

O setor dos recursos minerais considera que “ainda é possível criar uma cadeia de valor para o lítio” em Portugal...

Saúde1 hora ago

Incidência está a baixar com 141 casos por 100 mil habitantes

Portugal mantém a tendência de descida de novos casos de covid-19, sendo a incidência, no domingo, de 141 casos por...

Portugal2 horas ago

Comemorações do Dia internacional da Mulher até dia 20

A Câmara de Vendas Novas, no distrito de Évora, vai prolongar as comemorações do Dia Internacional da Mulher, que se...

Desporto3 horas ago

Portugal termina em segundo lugar no quadro de medalhas

Portugal, com três títulos nos Europeus de atletismo de pista coberta de Torun, na Polónia, fecha a edição com um...

Cultura4 horas ago

Representante de Portugal é hoje escolhido na final do Festival da Canção

O representante de Portugal no Festival Eurovisão da Canção, que decorre em maio nos Países Baixos, é hoje escolhido entre...

Sociedade6 horas ago

GNR tem 33 mulheres em funções de comando

A Guarda Nacional Republicana (GNR) destacou hoje o papel que as mulheres têm vindo a assumir na estrutura da Guarda,...

Política6 horas ago

Marcelo afirma que quis passar “das palavras aos atos” com mais mulheres na sua equipa

O Presidente da República considerou hoje que os passos dados para salvaguardar a igualdade de género em Portugal não são...

Educação7 horas ago

Ensino privado quer também testes rápidos como no público

A AEEP – Associação de Estabelecimentos de Ensino Particular e Cooperativo pediu hoje uma clarificação do Governo sobre testes rápidos...

Sociedade7 horas ago

Mulheres ultrapassaram os homens nas profissões de medicina, magistratura e advocacia

As mulheres ultrapassaram os homens em profissões que eram sobretudo masculinas, como médico, magistrado ou advogado, em 30 anos, revelam...

Portugal7 horas ago

Fevereiro foi o 5.º mais quente desde 1931 em Portugal continental

O mês de fevereiro foi o 5.º mais quente desde 1931 e muito chuvoso, levando à inexistência de situação de...

Portugal9 horas ago

Cerca de 700 condecorações, 23 vetos e 17 visitas de Estado em cinco anos

Marcelo Rebelo de Sousa, que termina na terça-feira o seu primeiro mandato como Presidente da República, atribuiu nesses cinco anos...

+ popular

%d bloggers like this: