Connect with us

Educação

Covid-19: Sindicato mantém greve dos profissionais de educação a partir de segunda

Os profissionais da educação cumprem a partir de segunda-feira uma greve em protesto contra o cumprimento de horários de trabalho na íntegra em escolas sem alunos, disse à Lusa fonte do Sindicato de Todos os Professores (S.TO.P.).

Em declarações hoje à agência Lusa, o coordenador nacional do S.TO.P., André Pestana, adiantou que em causa está o facto de algumas escolas, não em todas, os profissionais de educação continuarem a ser chamados para cumprir horário na íntegra apesar do encerramento das suas escolas.

O Sindicato tinha já entregue um pré-aviso de greve para que os profissionais de educação de todos os níveis de ensino pudessem ter um instrumento legal que suspendesse as aulas presenciais face ao contexto pandémico.

O texto desse pré-aviso abrangia todos os profissionais de educação, entre professores e auxiliares, de todos os níveis de ensino, incluindo o ensino superior.

“O S.TO.P. há mais de 10 dias tinha marcado uma greve nacional precisamente por causa da questão de saúde publica e no risco que isso representava não só para os profissionais de educação, como para alunos e famílias e toda o sistema nacional de saúde que está à beira da rutura. (…) Como surgiu esta questão dos horários, decidimos não desmarcar a greve”, contou.

André Pestana adiantou à Lusa que o sindicato tem recebido denúncias de profissionais de educação, como assistentes operacionais e administrativos, de que em algumas escolas estão a ser chamados para cumprir o horário na íntegra mesmo sem alunos no estabelecimento.

“Isto é inqualificável. Entendemos que haja serviços mínimos para a manutenção e segurança da escola. Não é isso que está em causa. Aliás, em algumas escolas os trabalhadores estão, e bem, a ser chamados por turnos. O que não entendemos é que escolas sem alunos estarem a chamar assistentes operacionais para estarem as sete horas de trabalho na escola todos juntos”, sublinhou.

O coordenador do S.TO.P. diz que estes trabalhadores “não moram ao lado da escola e muitos usam transportes públicos”.

“No fundo é quase estar a sabotar o confinamento e é uma desconsideração para estes profissionais, famílias e para todos nós. É um risco desnecessário”, disse.

André Pestana disse também que nas escolas que estão a acolher filhos de profissionais de saúde ou de serviço essenciais, os professores também não devem ser convocados.

“Se não há aulas nem presenciais nem ‘online’, não tem sentido que estejam a ser chamados professores. Os professores não são animadores culturais, estão ali para dar aulas. Por isso, devem ser acionados animadores, os ATL, mas os professores não devem ser chamados”, frisou.

Nesse sentido, o sindicato já enviou ‘e-mails’ ao ministro da Educação e às autarquias “a apelar ao bom senso”, sublinhando tratar-se de uma questão de saúde pública.

O primeiro-ministro, António Costa, anunciou na semana passada o encerramento das escolas de todos os níveis de ensino durante 15 dias para tentar travar os contágios pelo novo coronavírus.

António Costa justificou a medida, por “princípio de precaução”, com o aumento do número de casos da variante mais contagiosa do SARS-CoV-2, que cresceram de cerca de 8% de prevalência na semana passada para cerca de 20% atualmente.

O chefe do Governo afirmou que os 15 dias de interrupção serão compensados num outro período de férias e assegurou que haverá medidas de apoio às famílias semelhantes às que vigoraram durante o primeiro confinamento, na primavera de 2020, como faltas justificadas para as pessoas que tenham filhos com menos de 12 anos e não estejam em teletrabalho.

Lusa

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

Advertisement

Últimas

Saúde45 minutos ago

Surto na Casa do Artista com 11 infetados dos quais um está internado

O número de infetados no surto de covid-19 na Casa do Artista, em Lisboa, é de 11 pessoas, uma das...

Saúde1 hora ago

Vacinação seria “passo decisivo” para o regresso às escolas

Os diretores escolares defenderam hoje que a vacinação contra a covid-19 de trabalhadores docentes e não docentes seria um “passo...

Saúde1 hora ago

Açores com 10 novos casos em São Miguel e seis recuperações

Os Açores detetaram nas últimas 24 horas 10 novos casos positivos de covid-19, todos na ilha Miguel, a maior e...

Sociedade2 horas ago

Vários polícias apedrejados na noite de terça-feira em bairro de Oeiras

Vários polícias foram apedrejados na noite de terça-feira no bairro dos Navegadores, na freguesia de Porto Salvo, em Oeiras, no...

Saúde3 horas ago

Portugal com 41 mortes e 979 casos de infeção nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje 41 mortes relacionadas com a covid-19 e 979 novos casos de infeção com o novo coronavírus, segundo...

Portugal4 horas ago

Recolocação de postes no Alto Tâmega não carece de EIA

O presidente da Agência Portuguesa do Ambiente, Nuno Lacasta, afirmou hoje no parlamento que a recolocação de alguns postes de...

Economia6 horas ago

O risco de pobreza afeta17,2% dos portugueses, mas disparava sem apoios sociais

Mais de 12% da população portuguesa estava em 2019 numa situação de pobreza persistente e 17,2% em risco de pobreza,...

Sociedade8 horas ago

Lisboa, Setúbal e Leiria sob aviso amarelo na quinta-feira devido à chuva

Os distritos de Lisboa, Setúbal e Leiria vão estar sob aviso amarelo na quinta-feira devido à previsão de aguaceiros por...

Saúde9 horas ago

Ministra da Saúde admite professores e não docentes como prioritários para vacinação

A ministra da Saúde admitiu hoje que os professores e o pessoal não docente possam ser incluídos como prioritários para...

Sociedade10 horas ago

Participações de crimes de violência doméstica baixam 6% para 27.609 em 2020

O número de ocorrências por crimes de violência doméstica participadas à Guarda Nacional Republicana (GNR) e à Polícia de Segurança...

Desporto10 horas ago

Europeus atletismo: Inevitável esperar medalhas, com Pichardo e Dongmo

Três dos atletas portugueses que vão competir de quinta-feira a domingo nos Europeus de atletismo estão no ‘top-3’ do ano...

Sociedade11 horas ago

Comerciantes satisfeitos com Câmara de Lisboa mas querem mais ajuda do Governo

 Associações representativas do comércio, restauração e hotelaria manifestaram-se hoje satisfeitas com os apoios da Câmara Municipal de Lisboa aos empresários...

+ popular

%d bloggers like this: