Connect with us

Internacional

Coronavírus hoje: Brasil registra recorde na média de mortes pelo 4º dia seguido

Ministro da Saúde se diz contrário a confinamento nacional

A pandemia do novo coronavírus tem se agravado cada vez mais no Brasil, mesmo com a tentativa de alguns estados de restringir a circulação de pessoas na cidade, como é o caso da cidade de São Paulo. 

Nessa terça-feira (30), o Brasil registrou um novo recorde na média móvel de mortes, de acordo com um novo levantamento do consórcio de veículos de imprensa sobre a situação da pandemia de coronavírus no Brasil a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, consolidados às 20h de segunda. 

Ainda de acordo com o levantamento, já são 68 dias seguidos com a média móvel de mortes acima da marca de mil; pelo vigésimo segundo dia a marca aparece acima de 1,5 mil; e o país completa agora 13 dias com essa média acima dos 2 mil mortos por dia, sendo este o terceiro dia com a média acima da marca de 2,5 mil. 

Desde o início da pandemia, 12.577.354 brasileiros já tiveram ou tem coronavírus, com 44.720 casos confirmados no último dia. Nos últimos sete dias, a média móvel foi de 75.105, o que representa uma variação de +8% em relação aos casos registrados em duas semanas. 

Ministro da Saúde refuta possibilidade de “lockdown nacional” 

Prestes a completar uma semana no cargo, o novo ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse ser contrário a um “lockdown” nacional em entrevista ao site Valor Econômico, admitindo, no entanto, que as regras mais rígidas adotadas em alguns estados são consequência da falência de ações de prevenção ao avanço da pandemia pelo país. 

Uma das medidas defendidas por ele, o uso de máscaras de proteção, passou a fazer parte da rotina do presidente Jair Bolsonaro de forma mais frequente apenas nas últimas semanas. 

Em 2020, o chefe do Poder Executivo foi visto em aglomerações e apareceu sem máscara publicamente em diversas situações. Embora a postura ainda seja adotada hoje da mesma forma, acontece com menor frequência. 

(Por: Beatriz Bergamin)

Continue Reading
Advertisement

Siga-nos no Facebook

Arquivo

+ popular

%d bloggers like this: