Connect with us

Agricultura

Capacidade das plantas para absorver dióxido de carbono pode vir a baixar para metade – estudo

A atual capacidade das plantas para absorver quase um terço das emissões de carbono causadas pela atividade humana pode ser reduzida para metade nas próximas duas décadas, e acelerar o aquecimento global, segundo um estudo hoje divulgado.

Utilizando mais de duas décadas de dados medidos em grandes biomas do mundo, o estudo, publicado na revista científica “Science Advances”, identificou um ponto crítico de temperatura além do qual a capacidade das plantas em capturar e armazenar carbono atmosférico (sumidouro) começa a diminuir.

A previsão baseia-se no ritmo atual de crescimento de emissões de gases com efeito de estufa e foi feita por investigadores de universidades dos Estados Unidos (Universidade do Norte do Arizona – NAU) e Nova Zelândia (Universidade de Waikato) e do “Woodwell Climate Research Center”, uma organização norte-americana que investiga as alterações climáticas.

A biosfera terrestre é a grande responsável pela “respiração” da Terra, consumindo dióxido de carbono e libertando oxigénio, através da fotossíntese. Até agora a biosfera tem absorvido mais carbono do que aquele que liberta, mitigando as alterações climáticas.

Os investigadores descobriram que à medida que aumenta a temperatura global a absorção de carbono pelas plantas vai sendo menor. A principal autora do estudo, Katharyn Duffy (da NAU), notou diminuições acentuadas na fotossíntese acima de um determinado limiar de temperaturas em quase todos os biomas do planeta.

“A Terra está com um constante aumento de febre e como no corpo humano sabemos que cada processo biológico tem uma determinada temperatura para funcionar de forma perfeita e que acima dessa temperatura a função se deteriora”, exemplificou a investigadora.

Os investigadores das três instituições descobriram que os “picos” de temperatura para a absorção de carbono (que vão de 18 a 28 graus celsius consoante as plantas) já estão a ser ultrapassados em vários locais, mas não estão a ser compensados pelas plantas, que vão diminuir a fotossíntese.

“Os diferentes tipos de plantas variam nos detalhes das respostas às temperaturas, mas todos mostram declínios na fotossíntese quando fica demasiado quente”, segundo outro dos autores da investigação, George Koch, também da NAU.

Atualmente, dizem os investigadores, menos de 10% da biosfera terrestre está exposta a temperaturas além do máximo fotossintético, mas, avisam, ao ritmo atual de emissões até metade da biosfera terrestre poderá ter temperaturas além desse limiar de produtividade até meados do século. E aqui incluem-se biomas como as florestas tropicais da Amazónia ou do Sudeste Asiático, ou a taiga da Rússia e do Canadá.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

Advertisement

Últimas

Portugal1 hora ago

Profissionais de saúde do SNS aumentaram 7,1% desde início da pandemia

Mais de 147 mil profissionais de saúde trabalhavam em janeiro no Serviço Nacional de Saúde (SNS), mais 7,1% do que...

Portugal2 horas ago

Marcelo falou com Guterres e transmitiu-lhe “caloroso apoio” a novo mandato na ONU

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, falou hoje com António Guterres transmitindo-lhe “caloroso apoio” à sua candidatura a...

Portugal2 horas ago

Sete homens detidos e 100 kg de cocaína apreendidos em contentor

A Polícia Judiciária deteve sete homens e apreendeu 100 kg de cocaína num contentor que chegou recentemente a Portugal e...

Saúde2 horas ago

Um milhão de vacinas de Portugal deverá chegar aos países lusófonos no segundo semestre

Portugal vai destinar um milhão de vacinas contra a covid-19 aos PALOP e a Timor-Leste que deverão começar a chegar...

Sociedade3 horas ago

PSD questiona Governo sobre destruição de mina romana em Vila Velha de Ródão

O PSD quer saber as medidas que o Governo vai tomar para reparar os danos causados numa antiga mina de...

Alentejo3 horas ago

Vacinação com 3.546 doses arranca em quase todo o distrito de Beja

A vacinação contra a covid-19 arrancou hoje em 11 sedes de concelho do distrito de Beja, estando disponíveis, para já,...

Saúde4 horas ago

Portugal com 50 mortes e 1.480 casos de infeção nas últimas 24 horas

Portugal registou hoje 50 mortes relacionadas com a covid-19, o número mais baixo desde 06 de novembro de 2020, e...

Sociedade4 horas ago

Observatório vai monitorizar a Estrada Nacional 2 que atravessa o país

A Estrada Nacional 2 (EN2), que atravessa o país, vai dispor de um observatório para monitorizar, avaliar impactos e apoiar...

Sociedade4 horas ago

Desempenho da Internet móvel na região Centro é pior nas áreas rurais

Os serviços de navegação na Internet móvel na região Centro registam “piores desempenhos nas áreas predominantemente rurais”, o mesmo acontecendo...

Saúde4 horas ago

Diretor de Patologia do Médio Tejo alerta para importância da identificação das variantes

O diretor do Serviço de Patologia do Centro Hospitalar do Médio Tejo (CHMT) defendeu hoje uma atualização do plano de...

Sociedade5 horas ago

Famalicão vai ter rede municipal de trilhos de natureza com 62,3 kms

O concelho de Vila Nova de Famalicão vai dispor de uma rede municipal de trilhos da natureza com 62,3 quilómetros,...

Sociedade5 horas ago

IHRU reabilita a partir de março bairro social de Ponte de Lima por 700 mil euros

O presidente da Câmara de Ponte de Lima informou hoje que o Instituto da Habitação e da Reabilitação Urbana (IHRU)...

+ popular

%d bloggers like this: