Connect with us

Autárquicas 2021

Candidato do Chega quer ser “força de oposição” em Santiago do Cacém

 O candidato do Chega à Câmara de Santiago do Cacém (Setúbal) nas próximas eleições autárquicas, Rúben Rosa, assumiu hoje pretender que o partido se torne numa “força de oposição” neste município, de maioria CDU.

“Achamos que, em Santiago do Cacém, é necessário existir uma força de oposição, coisa que não tem acontecido nos últimos anos”, explicou à agência Lusa o candidato, de 28 anos, que encabeça pela primeira vez uma lista partidária nas eleições autárquicas.

Segundo Ruben Rosa, que é técnico de operação, segurança industrial e emergência, a sua lista pretende “fazer muitas mudanças” para desenvolver o concelho de Santiago do Cacém, que “tem estado estagnado” nos últimos anos “em relação a outros municípios”.

“Queremos mostrar às pessoas transparência e rigor nas contas da autarquia e apresentar trabalho”, sublinhou o cabeça de lista, que estabeleceu como prioridades o turismo e a habitação para os mais jovens.

Rúben Rosa disse estar “preocupado com a situação do turismo” na região e com a falta de incentivos “na habitação para os jovens” e lamentou a falta de apoios para a fixação de “grandes empresas ou investimentos” no concelho.

“Temos deixado fugir muitos investimentos para os concelhos vizinhos e a câmara não está a saber aproveitar essas oportunidades, que iriam dar muitos postos de trabalho e desenvolvimento”, argumentou.

Na área da saúde, o candidato defendeu que é necessário “pressionar o Governo a criar mais condições”, nomeadamente através de “mais médicos de família para todos os munícipes, acesso aos cuidados básicos de saúde e datas concretas para a ampliação dos centros de saúde de Santo André e de Santiago do Cacém”.

A reabilitação das escolas, “que faltam” no concelho de Santiago do Cacém, é outra das prioridades.

O candidato explicou que quer fazer “uma campanha de proximidade”, para “saber o que preocupa as populações”, e estabeleceu como objetivo “eleger deputados para a assembleia municipal” e, “pelo menos, um vereador para a câmara”.

No concelho de Santiago do Cacém, além de Rúben Rosa, candidatam-se Luís Santos, pela coligação PSD/CDS-PP, Artur Ceia, pelo PS, Bruno Candeias, pelo Bloco de Esquerda, e o atual presidente do município, Álvaro Beijinha, pela CDU.

O executivo municipal é constituído por quatro elementos da CDU, dois do PS e um da coligação PSD/CDS-PP.

As eleições autárquicas estão marcadas para 26 de setembro.

Lusa

Continue Reading

ÚLTIMAS 24 HORAS