Autárquicas 2021

Candidata do PSD/CDS-PP quer fixar mais jovens em Barrancos

A candidata da coligação PSD/CDS-PP à Câmara de Barrancos, Dalila Guerra, afirmou hoje que quer “combater a desertificação” e promover a “fixação de jovens” neste concelho do distrito de Beja, de maioria PS.

Dalila Guerra já tinha sido a candidata de PSD e CDS-PP a este município alentejano nas eleições autárquicas de 2017, sem conseguir obter um lugar no executivo camarário.

A cabeça-de-lista assumiu à agência Lusa que se volta a candidatar nas eleições deste ano por entender que Barrancos “precisa de mudança”.

“Sinto que a minha terra precisa de mudança” e de “trabalhar com políticas diferentes, com transparência, liberdade, seriedade e competência”, disse.

A candidata eleitoral definiu como prioridade no seu programa o combate à “desertificação”, através “da fixação de jovens na terra”.

A candidata da coligação PSD/CDS-PP é natural de Barrancos e trabalha na câmara municipal, onde é engenheira civil.

Militante do PSD desde 2015, Dalila Guerra é coordenadora da secção de Barrancos do PSD e vogal da comissão política distrital de Beja do partido.

A candidatura de Dalila Guerra à Câmara de Barrancos foi anunciada em conferência de imprensa pelo presidente do PSD, Rui Rio, a 23 de março.

O atual executivo camarário, liderado pelo socialista João Serranito Nunes, que cumpre o primeiro mandato, é constituído por três eleitos do PS e dois da CDU.

Segundo a lei, as eleições autárquicas decorrem entre setembro e outubro.

Lusa

+ popular

Exit mobile version