Economia

Câmara da Amadora aprova apoio de 1 ME para comércio e restauração

A Câmara Municipal da Amadora, no distrito de Lisboa, aprovou a terceira fase do programa Revitalizar, no valor de um milhão de euros, destinado a apoiar os empresários do setor do comércio e restauração, foi hoje anunciado.

Em comunicado, a Câmara da Amadora explica que as candidaturas ao “Revitalizar 3.0″, que prevê também uma comparticipação financeira aos processos de adaptação de esplanadas, vão decorrer entre 15 e 31 de março.

O programa destina-se aos empresários dos setores do comércio a grosso e retalho, reparação de veículos e motociclos, alojamentos, restauração e similares.

Para serem elegíveis a este programa, as empresas não poderão ter um volume de negócios superior a 500 mil euros e terão de demonstrar quebras de faturação superiores a 25%, entre janeiro e dezembro de 2020.

Além disso, as empresas terão de manter os postos de trabalho existentes até, pelo menos, 31 de dezembro de 2021.

O “Revitalizar 3.0” prevê, igualmente, uma comparticipação financeira da Câmara da Amadora na adaptação de esplanadas.

Assim, os beneficiários terão uma comparticipação municipal a fundo perdido de 50% do valor da fatura de aquisição de guarda-sóis e guarda ventos até ao limite de 500 euros e de 50% na aquisição de mobiliário para esplanada até ao limite de 1.500 euros.

“Até à data, a Câmara Municipal da Amadora já apoiou cerca de três centenas de empresas e, desta forma, garantiu a manutenção de centenas de postos de trabalho através do fundo de fomento municipal”, lê-se na nota da autarquia.

A 1.º fase do programa Revitalizar teve uma dotação de dois milhões de euros e a 2.º fase um milhão.

Lusa

+ popular

Exit mobile version