Connect with us

Alentejo

Antigo vereador concorre pelo Nós, Cidadãos! à Câmara de Estremoz

O antigo vereador da Câmara de Estremoz (Évora) Jorge Canhoto vai candidatar-se pelo partido Nós, Cidadãos! à presidência daquele município, atualmente liderado por um movimento independente, nas eleições autárquicas deste ano, foi hoje anunciado.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a candidatura indicou que avança pela “necessidade da construção” em Estremoz “de uma solução autárquica politicamente consistente, sem preconceitos ideológicos de esquerda ou de direita, que pugna por uma democracia autêntica”.

“Com esta atitude diferente, refrescante, inovadora, pretende-se colocar a democracia e as pessoas no centro da tomada de decisão, ao mesmo tempo que se assume um papel ativo fundamental no processo de renovação e inovação do município”, argumentou.

Para a candidatura do Nós, Cidadãos! à Câmara de Estremoz, encabeçada por Jorge Canhoto, “é possível uma visão e um caminho diferente, com futuro, onde todos contam”.

“E um caminho coletivo onde ninguém fica para trás e que resulte do melhor de cada um sendo no conjunto mais cidadãos”, pode ler-se no comunicado.

Licenciado em Engenharia Biofísica na Universidade de Évora e com mestrado em Ecologia da Paisagem na mesma instituição, Jorge Manuel Correia Canhoto, de 52 anos, nasceu em Casa Branca, no concelho vizinho de Sousel, distrito de Portalegre.

O candidato foi vereador na Câmara de Estremoz no mandato de 2005 a 2009, durante a presidência do socialista José Alberto Fateixa, quando ficou responsável pelos pelouros do Ambiente e Ordenamento do Território, Juventude e Desporto e Cemitérios.

Radicado há mais de 30 anos em Estremoz, o agora candidato do Nós, Cidadãos! foi também chefe de gabinete do Governador Civil de Évora e membro da Assembleia Municipal de Estremoz, com o primeiro mandato a começar em 1990 e o último a terminar em 2017.

Atualmente, é gestor de projetos numa associação de solidariedade social e, antes, foi diretor executivo na Cerciestremoz, tendo trabalhado na Associação de Desenvolvimento Montes Claros e na Escola Profissional da Região Alentejo.

Entre várias cargos em associações, o candidato coordena e exerce a atividade de treinador de atletismo na Associação Juvenil de Estremoz e é vogal do Conselho Técnico da Associação de Atletismo de Évora, onde integra também a mesa da assembleia geral.

O atual presidente da Câmara de Estremoz, Francisco Ramos, eleito pelo Movimento Independente por Estremoz (MiETZ), que substituiu este mandato no cargo Luís Mourinha, já informou que não vai concorrer às eleições autárquicas deste ano.

Francisco Ramos era vice-presidente do município e, em fevereiro de 2019, assumiu a liderança da câmara, após a perda de mandato do então presidente Luís Mourinha, também eleito pelo MiETZ, condenado em tribunal pelo crime de prevaricação.

Luís Mourinha deixou a presidência do município depois ter perdido o mandato devido a uma condenação por prevaricação e de o Tribunal Constitucional ter negado provimento ao recurso apresentado pelo então autarca.

A condenação, que incluiu ainda a pena suspensa de dois anos e oito meses de prisão e o pagamento de subsídios e de uma indemnização, estava relacionada com uma queixa-crime apresentada em 2010 contra o então autarca devido ao alegado corte de um subsídio à Liga dos Amigos do Castelo de Evoramonte (LACE), no concelho de Estremoz.

O executivo municipal de Estremoz é constituído por quatro eleitos do Movimento Independente por Estremoz e três do PS.

Lusa

Continue Reading
Advertisement

Siga-nos no Facebook

Arquivo

+ popular

%d bloggers like this: