Connect with us

Economia

Vendas Novas aprova conjunto de medidas de apoio às famílias

A Câmara Municipal de Vendas Novas aprovou por unanimidade, em reunião realizada hoje, dia 17 de abril, um conjunto de medidas para apoiar famílias, instituições e empresas do Concelho, face à situação de exceção que se está a viver provocada pela pandemia por Covid-19.

As medidas, cujo impacto financeiro corresponde a cerca de 50 mil euros, fazem parte do Fundo de Emergência Social, criado através da reafetação de verbas orçamentais,  de modo a garantir a sustentabilidade e equilíbrio das contas.

O pacote de medidas está direcionado essencialmente para as famílias ou indivíduos que viram os seus rendimentos alterados devido a esta situação, mas não deixa de fora a generalidade da população, tendo sido aprovada uma alteração ao tarifário da água, que permite aumentar em 2m3 o limite do primeiro escalão doméstico, sendo aplicável aos meses de abril, maio e junho.

Para os mais vulneráveis, serão adotadas as seguintes medidas:

– divulgação de informações e encaminhamento para respostas a nível nacional e local, relacionadas com emprego, segurança social, ação social escolar e tarifário social de abastecimento e água;

– através de acordo com a DECO, será proporcionado apoio jurídico e auxílio ao nível do endividamento e reorganização financeira;

– apoio extraordinário para atribuição de Bolsas de Estudo a outros estudantes do secundário e superior que cumpram os requisitos;

– formulação de vales para aquisição de kits escolares para alunos do 1.º ao 9. Ano, a adquirir no comércio tradicional;

– apoio alimentar através de encaminhamento para soluções locais ou de vales refeição a utilizar no retalho alimentar.

No final a reunião, o Presidente da Câmara, Luís Dias, afirmou que “estas medidas são resultado de trabalho face à realidade atual, podendo ser revalidadas conforme o comportamento do surto Covid-19 e o decretado pelo Governo. Têm como principal propósito contribuir para que as famílias Vendasnovenses possam resistir e ultrapassar as difíceis circunstâncias atuais, principalmente aqueles que se encontram em situação mais vulnerável e que, comprovadamente, já têm dificuldades em fazer face às suas despesas fixas.” 

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *