Connect with us

Economia

Veículos híbridos e híbridos ‘plug in’ vão ter incentivos fiscais limitados

A proposta do PAN aprovada hoje prevê a limitação dos incentivos fiscais na altura da compra de veículos híbridos ou híbridos ‘plug in’. O partido explica que a proposta se deve ao facto de as “viaturas híbridas, híbridas plug-in ou a gás com maior cilindrada ou potência apresentam mais emissões que outras viaturas, de motor convencional, mas com menor cilindrada ou potência”.

A medida abrange os veículos que tenham uma autonomia em modo elétrico superior a 80km e “apresentem uma bateria com capacidade igual ou superior a 0,5 kWh/100 kg de peso do veículo, e emissões oficiais inferiores a 50 gCO2/km”. A proposta pretende introduzir critérios na lei que restrinjam o apoio a este tipo de veículos, corrigindo “distorções relativas aos motores híbridos” para o cálculo do Imposto Sobre Veículos, do IRC e do IVA, segundo consta no documento.

O PAN defende que estes automóveis podem emitir quatro a dez vezes mais dióxido de carbono para a atmosfera porque alguns veículos híbridos ou híbridos ‘plug in’, explica a proposta, “têm baixas autonomias em modo elétrico, raramente são carregados, têm potentes motores de combustão interna, e são também com frequência grandes e pesados”.

A proposta que teve os votos contra do PSD, PCP, CDS e IL, e abstenção do Chega, foi aprovada na Assembleia da República com os votos favoráveis dos restantes partidos.

Cláudia Patrício Silva

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *