Connect with us

Gastronomia

Festival da Enguia da Lagoa de Santo André trouxe milhares de visitantes

O 6.º Festival da Enguia da Lagoa de Santo André voltou a trazer milhares de pessoas, oriundas de vários pontos do país, que esgotaram os restaurantes aderentes para não perder a oportunidade de degustar uma iguaria única, a enguia da Lagoa de Santo André. A iniciativa foi organizada pela Câmara Municipal de Santiago do Cacém, com o apoio da Junta de Freguesia de Santo André, e decorreu de 24 de janeiro a 9 de fevereiro.

O Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, afirmou que “esta edição foi claramente um sucesso, sentimos que todos os anos há uma maior procura quer seja de pessoas do Concelho como de fora, e algumas de zonas bem distantes, consolidando esta iniciativa como um festival de referência a nível nacional. A comprovar essa tendência foi o facto de o Festival ter passado de 10 para 17 dias, depois do pedido à Câmara Municipal por parte dos proprietários dos restaurantes aderentes, devido à procura registada”. O Autarca sublinhou que “é sem dúvida importante a repercussão que o Festival tem na restauração ao longo do ano, pois é um fator de atração de novos clientes, e esse é um dos objetivos da iniciativa”, salientou acrescentando que “o Festival já terminou mas a “romaria” aos restaurantes por causa das enguias continua”.

O Autarca enquadra o evento numa estratégia que o Município tem vindo a desenvolver, nos últimos tempos, destacando a gastronomia, cada vez mais, como um produto turístico. “Porque a enguia é uma iguaria muito própria, capturada na Lagoa de Santo André que é uma reserva natural,” sublinha. A cobertura jornalista, nas televisões, nas rádios e nos jornais, que o evento merece, todos os anos, traz visibilidade ao Município de Santiago do Cacém, à Freguesia e à Lagoa de Santo André “o que do ponto de vista turístico é muito importante, e logo para a economia local”. De acrescentar que a estratégia para o turismo no Concelho contempla, ainda, a criação de roteiros, o investimento na preservação e valorização patrimonial, a participação em feiras do setor e a deslocação de embaixadas ao estrangeiro.

O 6.º Festival teve como restaurantes aderentes A Cascalheira, Chez Daniel, Faz-te Esperto, Ti Lena & Casa do Gin, A Charrua, Quinta do Giz, Copacabana, Tasquinha do Ilídio e O Gatinho, todos situados na Freguesia de Santo André. Restaurantes que apresentaram nas suas ementas pratos de enguias fritas às grelhadas, do ensopado à caldeirada, na cataplana ou de escabeche, sabores aos quais se juntou o magnífico património natural e cultural do concelho de Santiago do Cacém.