Connect with us

Economia

Endividamento da economia atinge valor histórico de 738 mil milhões

No mês de setembro, o endividamento da economia portuguesa voltou a subir pela terceira vez consecutiva, atingindo o valor recorde de 738,025 mil milhões de euros. Os dados são referentes ao endividamento do setor não financeiro da economia portuguesa, o que engloba as empresas, as famílias e o Estado.

Os dados revelados pelo Banco de Portugal mostram que comparativamente ao mês de agosto, a dívida aumentou 1,5 mil milhões de euros. “Este aumento deveu-se ao acréscimo de 0,9 mil milhões de euros do endividamento do setor público e de 0,6 mil milhões de euros do endividamento do setor privado”, diz o Banco de Portugal. No terceiro trimestre, o endividamento da economia portuguesa em percentagem do PIB foi de 359,3%, um aumento de 5,1 pontos percentuais em relação ao segundo trimestre.

O setor público registou um aumento histórico do endividamento, situando-se, no mês de setembro, nos 335,3 mil milhões de euros. Este setor, onde estão inseridas as administrações e as empresas públicas, aumentou em cerca de mil milhões de euros a sua dívida em relação ao mês anterior.

No setor privado, as pequenas empresas e as microempresas foram as que mais sofreram com a pandemia. O endividamento no privado ascendeu até aos 262,4 mil milhões de euros, ainda que seja um valor abaixo de 263 mil milhões registados no mesmo período do ano passado. Por outro lado, houve uma redução nas grandes e médias empresas, em termos mensais. A taxa de variação anual do endividamento total das empresas privadas foi de 2%, menos 0,4 pontos percentuais do que o verificado no mês anterior.

A taxa de endividamento das famílias verificou um aumento de o,1 pontos percentuais durante o mês de setembro, colocando-se agora nos 0,9%. O valor do endividamento do setor particular é de 140,2 mil milhões de euros.  

O ano de 2020 começou com o endividamento do setor não financeiro nos 720,304 mil milhões de euros.

Cláudia Patrício Silva

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *