Connect with us

Política

“Dívidas por liquidar” à Fundação Robinson por parte do Município Portalegre, superiores a 863 mil euros.

A Câmara de Portalegre acaba de deliberar pedir ao Tribunal de Contas e à Inspecção-Geral de Finanças averiguações sobre as relações entre aquele Município alentejano e a Fundação Robinson (FR).

Em documento a que a SÁBADO teve acesso, Armando Varela alude a “eventual utilização” da Fundação por parte da Câmara de Portalegre “para prossecução de fins de exclusiva responsabilidade do Município, nomeadamente com recurso ao uso de fundos comunitários” (provenientes da União Europeia).

Neste contexto, Varela invoca “dívidas por liquidar” à Fundação Robinson por parte do Município portalegrense em montante superior a 863 000 euros.

Com a CLIP a desfrutar apenas de maioria relativa no âmbito do executivo camarário daquele concelho alentejano, o vereador do PSD garantiu conforto, durante dois anos, aos autarcas independentes, mas, no Verão de 2019, resolveu devolver a Adelaide Teixeira os pelouros que ela lhe confiara. “Entendi que não possuía condições para o desempenho das funções de administrador da Fundação”, exercidas em representação da Câmara portalegrense, concluiu.

Fonte: Revista Sábado

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *