Connect with us

Cultura

“Dêem-nos alguma coisa em que acreditar” de João Miguel Tavares, foi apresentado este domingo em Portalegre

A 1 de Dezembro, foi apresentado em Portalegre o livro de João Miguel Tavares, “Dêem-nos alguma coisa em que acreditar”, com o discurso do dia 10 de Junho e outros textos.

Para falar da obra e das histórias que deram origem à realização destas comemorações em Portalegre, tomou a palavra a Presidente da Câmara, Adelaide Teixeira, que salientou a importância da apresentação deste livro em Portalegre ser feita no mesmo local onde, pela primeira vez, foi anunciada a efeméride.

Quanto ao autor portalegrense, João Miguel Tavares falou do peso da responsabilidade que sentiu no passado 10 de junho e de como, de repente, tudo fez sentido, num inusitado alinhamento entre esta escolha do Presidente da República e o local onde tiveram lugar as cerimónia. Daí a explicação, para que as primeiras palavras deste polémico e aclamado discurso fossem “Eu vivi e cresci a 100 metros do local onde me encontro. Ali mesmo no cimo da Avenida Frei Amador Arrais…”.

João Miguel Tavares confessou que o impacto das suas palavras superou as suas melhores expectativas, que em todo o tempo sentiu uma generosidade imensa por parte das pessoas que o abordaram e que a comparação ao Padeiro de Portalegre foi sempre motivo de orgulho, salientando que Portalegre ocupa um lugar muito especial no seu coração e que continua a ser o lugar a que chama casa.