Connect with us

Turismo

Câmara Municipal de Santiago do Cacém promove encontro de agentes de turismo de Santiago do Cacém

O 3.º Encontro de Agentes de Turismo do Município de Santiago do Cacém, organizado pela Câmara Municipal, decorreu, dia 12 de novembro, no Auditório Municipal António Chainho. O Encontro, que reuniu agentes turísticos locais e regionais, contou com a presença do Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, e do Vereador Albano Pereira, tendo como objetivo promover e reforçar as ligações, levando-os a partilhar conhecimentos e experiências e a traçar estratégias para que funcionem em rede.

O Presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha, sublinhou que “tomámos a iniciativa de realizar estes encontros porque há empresários que investem no Concelho que não têm bem a noção do que o nosso território é, e do que tem para oferecer”.

O Autarca salienta o trabalho conjunto entre a Câmara Municipal, os empresários e as entidades que tem potenciado o desenvolvimento do turismo no Concelho “e que fez com que de 2014 a 2018 o número de dormidas turísticas tenha subido 137%, ou seja passamos de 51 mil dormidas para 122 mil. De 2017 para 2018 nós subimos 22% enquanto o Alentejo Litoral subiu 13%. Há quem nos diga que quando se tem um número baixo é fácil subir em percentagem, mas o nosso número não era baixo pois somos o quinto município com mais dormidas dos 58 da região Alentejo e Ribatejo”.

Álvaro Beijinha não deixou de salientar a satisfação que sente pela “dinâmica dos empresários que investem no Concelho, que têm feito um excelente trabalho em colocar Santiago do Cacém no mapa turístico, e ao fazê-lo acabam por desenvolver outras áreas criando mais desenvolvimento e riqueza”.

Pedro Beato, da Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo (ERTAR) salientou que passados 10 anos de trabalho, realizado por este organismo, “a marca Alentejo é hoje uma realidade completamente diferente, hoje não há ninguém que não queira ser do Alentejo, ou ter uma ligação à região”. O crescimento quantitativo e qualitativo do concelho de Santiago do Cacém foi sublinhado por este responsável. Pedro Beato não deixou de frisar a “aposta que o executivo municipal tem feito de priorizar o setor turístico do Concelho muito alicerçado nos eventos que, também, são fundamentais para termos uma atividade turística no território”. Para o representante da ERTAR “não é possível criar um destino turístico sem os principais atores estarem presentes e sem se conhecerem”.

Pedro Beato avançou que pelo concelho de Santiago do Cacém irá passar a mais recente iniciativa da ERTAR, a apresentar dentro de um mês, denominada Rotas Culturais. “São programas de três a sete dias que identificam os principais pontos de interesse, que foi pensado e preparado para a tour-operação”.

Em representação da Agência Regional de Promoção Turística do Alentejo e Ribatejo, Ângela Mendes, explicou o trabalho desenvolvido pela Agência na promoção do destino Alentejo no estrangeiro, “como um destino sustentável e amigo do ambiente, onde se podem fazer atividades de nicho. Mas só é possível fazer esse trabalho se no terreno tivermos agentes que criem novos produtos de qualidade, e no concelho de Santiago do Cacém essa trabalho está a ser bem feito”.

O programa do Encontro dividiu-se em três painéis. O primeiro, denominado “Sentir os Caminhos de Santiago”, teve  início com a “Apresentação do filme Caminhos de Santiago – Alentejo e Ribatejo”, seguiu-se a “Apresentação do Projeto Caminhos de Santiago”, pela ERTAR, e posteriormente o tema “alojamento – Oportunidades de Negócio – Casa de Santiago”, por Francisco Lobo de Vasconcellos.

“Sentir o Património Construído de Santiago do Cacém” foi o segundo painel do Encontro que se dividiu em três temas “Conjunto Monumental Igreja Matriz e Castelo”, apresentado por José António Falcão da Direção Geral do Património Cultural, “Ruínas Romanas de Miróbriga” por Manuela de Deus, do Instituto Português do Património Arquitetónico e a “Apresentação da Rede de Museus do Município de Santiago do Cacém”, por José Matias da Câmara Municipal.

O Encontro encerrou com o painel “Sentir o Ambiente e Natureza” apresentado, no primeiro tema, “Impactos ambientais – Compromisso de Minimizá-los”, por José Roseira, do Hotel, Vila Park. O segundo tema esteve a cargo do ICNF – Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas que fez a “Apresentação do Projeto Natural.pt”, por João Carlos Farinha. Este painel finalizou com a “Apresentação do Projeto Black Pig Alentejo”.

O 1.º Encontro de Agentes de Turismo do Município de Santiago do Cacém aconteceu em 2015, deste então tem-se realizado de dois em dois anos.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *